quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Casa Rosa

Há algum tempo tive a certeza de que no 2017 seria um ano de mudanças. Fato é que antes mesmo do 2016 acabar eu já esgotara todas as possibilidades e simulações mentais de redesenhar o meu negócio e estilo de vida. Toda experiência, quando verdadeiramente vivida, tem os momentos bons, os não tão bons, os ruins, as conquistas, os tropeços, os tombos, os encontros, os enganos, as surpresas, e para qualquer novo caminho há uma principal e fundamental ação: levar na mala tudo aquilo que faz sentido. Parece fácil né?! Pois não é, e sabemos disso.

Tenho vivido dias intensos, no maior sentido da palavra. Quando saí para o merecido descanso de natal/ano novo sabia que um recomeço me aguardava. Por quase todos os dias de 2016 pensei nisso, trabalhei por isso, me dediquei para isso. Foi um ano de muita escassez e dificuldades, das mais variadas formas. O ano passado foi um dos mais difíceis que já passei, e mais forte e impactante; coisas boas também aconteceram, e pedir ajuda foi minha maior conquista! Busquei apoio, pedi carinho, trabalhei, chorei, tentei, reformulei, negociei, estudei, saí da toca. Entre idas e vindas do dia a dia, encontrei pessoas novas também buscando o que há de mais especial – ser o que verdadeiramente somos; entendi que se mostrar vulnerável não é vergonha, afinal, o perfeito não existe, entendi que empreender criativamente é meu oxigênio. Aprendi a ser mais autêntica, me mostrar como sou (toda ação gera reação), aprendi a buscar, muito mais do que tudo, um equilíbrio entre família/trabalho/amigos (ter família é uma dádiva e sempre meu maior pilar). Nos últimos anos, quantos "nãos" eu disse sem perceber o quanto era importante dizer SIM (e vice-versa). Precisei ajustar essa equação - família+trabalho+amigos=vida saudável, tarefa nunca fácil;  alguns amigos se afastaram, outros chegaram, declinei alguns trabalhos, observei com mais leveza os conselhos familiares, ouvi as críticas, cuidei de mim. Altos e baixos, idas e vindas, encontros e despedidas, movimentos circulares, a vida como ela é!

Sábio Rei Roberto ao cantar “eu tenho tanto pra lhe falar, mas com palavras não sei dizer”. Há semanas, muitas semanas, quero dividir um pedacinho desse turbilhão de sentimentos, mas entre reformar, organizar, remodelar o novo formato do meu negócio há um misto de alegria e exaustão, e nessas horas as palavras são facilmente trocadas por horas de sono. Em algumas situações fiz escolhas, noutras não tive a oportunidade (aceitar as opções alheias também é um bom exercício). Entender que tudo tem seu tempo, essa é a maior conquista! E o tempo era um artigo de luxo que não fazia mais parte dos meus dias, portanto, foi atrás dele que corri!  (quem assistiu o vídeo "hoje é dia de Reis", no canal lugastal do youtube entende o sentimento que aqui estou descrevendo).

A partir de março o estúdio lugastal será reaberto, num formato bem diverso e intenso. A casa rosa da Eudoro Berlink receberá novos moradores, novas cores, e, juntamente com o que de melhor já aconteceu por lá, seguirá um novo e mais maduro caminho. No mês em que completarei 46 anos me presenteio com uma maior maturidade pessoal e profissional - conseguir declinar alguns projetos e escolher outros, ter tempo pra visitar meus pais, tomar um cafezinho no meio da tarde no boteco da esquina, compartilhar meus projetos, garimpos, e o que de melhor encontro na estrada, fazer ginástica ou talvez caminhar com o Fred - meu fiel companheiro. O varejo (loja lugastal) será um capítulo a ser lembrado com carinho na minha história profissional, assim como as oficinas de costura diárias; é claro que deixarão saudade – a campainha tocando, as risadas, as peças lindas produzidas pelas alunas no ateliê, a profusão de tecidos colorindo as prateleiras. É claro que eu seguirei lá, no trabalho diário e constante, focada no meu melhor ofício – o olhar criativo, a busca pelo diferente, a conexão com vocês, seja aqui pelo blog, youtube, e demais redes, com mais flexibilidade para viajar, com novidades nas minhas oficinas criativas, workshops e Patch Encontros! Dedicarei mais tempo à loja virtual, com lançamentos bacanas do mercado e, é claro, as coleções de tecidos e garimpos lugastal.


A CASA ROSA  abrirá em ocasiões especiais – sempre previamente informadas. Aos visitantes de outros Estados e cidades, um recado: em passagem por Porto Alegre combinaremos o encontro e horário e o chá estará quentinho para recebê-los. Vai ter canetinha hidrocor pra colorir as criações da Ludyx Brinquedos, vai ter aquele mimo/presente/produto lindo/fofo/diferente lugastal! Obviamente vai ter a presença constante das melhores energias que eu tanto gosto e prezo (e já fazem parte da casa), e  terão mais novidades, mas prometo não demorar pra contar!

P.S: ainda antes do carnaval receberei um pequeno grupo de alunas numa versão pocket do Patch Encontro lugastal. Informações sobre projeto/horário/valores escreva para luciana.gastal@terra.com.br

♡ ♡  ♡ ♡ ♡ ♡ ♡ ♡ ♡ ♡ ♡ ♡ ♡ ♡ ♡ ♡ ♡