quarta-feira, 29 de novembro de 2017

tem uma árvore na minha sala!

(foto do perfil instagram @adorexmas)

Desde que casei, e lá se vão 22 anos, meu sonho era montar a árvore de Natal na nossa casa. Éramos só nós dois, na sequência chegou o Simba, o primeiro "filho cão", mas não tínhamos nenhum pinheiro. Enrolava um festão na chaminé da lareira, com luzinhas e uns enfeites, achava bonito e ficava feliz! Em 98, grávidos da Laura, compramos nosso pinheiro artificial, bem comprido e magro, pra caber na nossa casa que era pequena. Naquele ano já no feriado de finados montei a decoração natalina - exagero, eu sei, mas queria aproveitar muito aquele pinheiro com luzinhas e toda a mensagem que uma árvore de Natal traduz numa família. Na decoração usei os ursinhos que foram suas lembrancinhas de nascimento, luzinhas e bolas, não lembro de que cor. 

Nos anos sequentes, novos enfeites se agruparam aos ursinhos, e logo chegou a Lulu pra família ficar completa! Quando as meninas já entendiam que época de Natal era época de enfeitar a casa, a cada ano eu montava uma decoração diferente; num ano usei as barbies que elas brincavam, noutro usei utensílios de cozinha, cortadores de biscoitos com fotos da família. Lembro de montar uma árvore com frutas em tecido e uma com pássaros em tecido, mas essas para exposições de artesanato. As luzinhas pisca pisca e algumas bolas nunca faltaram na decoração. 

O tempo passou, as meninas cresceram, e a árvore foi ficando de lado. Aquele pinheirinho magro e comprido sofreu a ação do tempo, foi perdendo seus verdes pelos natais afora, aí chegou um mais encorpado, que passou a ser a árvore da família. Há uns 3 anos estávamos em reforma em casa e a levei pro estúdio, e desde então ela não voltou mais pra casa. Voltei a decorar o doce lar com detalhes distribuídos cuidadosamente, mas senti saudade da árvore "plantada" na sala! É na sala da nossa casa que a vida acontece, é por ela que entramos, saímos, é nela que jantamos, assistimos tv, brigamos, fazemos as pazes, tomamos café. A vida familiar acontece nela, deu pra entender né!?!?!

Pois esse ano eu montei o pinheiro em casa novamente! Precisava desse momento e desse ritual! Muito mais do que simbolizar a vida (o pinheiro é das poucas árvores que se mantêm verde, mesmo durante o inverno), queria muito reencontrar a árvore de Natal na sala de casa. E lá está!

As bolas coloridas que pendurei são de outros carnavais... digo, natais! O pisca pisca também, e nesse ano usei (e abusei) de pompons brancos. Cada uma dessas bolinhas de lã têm um significado, um desejo, um agradecimento. Cada um de nós tem os rituais, as crenças, os valores. 

Vida real, feliz estou em ter (re)plantado essa árvore na sala de casa!


Nenhum comentário: