segunda-feira, 22 de maio de 2017

#naestradacomlugastal - Intervenção artística & portas lindas

Seguindo a estrada por onde andei em abril, hoje é dia de aportar a canoa na Ilha da Madeira! Lugar de paisagens lindas, clima ameno e muitas alternativas a serem visitadas e conhecidas, minha parada foi na capital, Funchal. Do Mercado dos Lavradores ao Jardim Botânico, do Monte (aonde, literalmente, se desce 2 km de ladeira em carrinhos de vime - adorei!!!) ao Cabo Girão (onde o visual 580mts acima do oceano te faz sentir nas alturas). Ah... é a terra natal do jogador mais vaidoso do mundo -  Cristiano Ronaldo, e na propriedade do bonitão, às margens do oceano, há uma vasta estufa, de onde os alimentos colhidos são doados às escolas locais. (legal, né?!?!!)


(na falta de cadeira a paradinha-básica-pra-descansar-as-pernas foi na canoa do vizinho!)

Um dia na cidade é desafiador - há muito o que ver, mas era o tempo que eu tinha. Guardei a manhã pra visitar os lugares mais tradicionais e turísticos, e a tarde ficou livre pra bater pernas pelo centro histórico. Havia duas atrações que eu queria conhecer, o Museu do Brinquedo (meus mais sinceros e profundos suspiros por essa experiência) e o projeto Arte Portas Abertas. Uma exposição a céu aberto, sem taxa de ingresso, sem tempo de visitação, colírio puro para os olhos e oxigênio puro. As esquecidas portas da parte antiga, de casas abandonadas, algumas em ruínas, foram restauradas e ganharam vida (também ofereceram vida, arte e alegria ao local!). Uma vasta intervenção artística sobre a vida quotidiana da cidade. Nas longas e estreitas ruas onde as portas estão distribuídas, há também muitas mesas e restaurantes.










Nenhum comentário: