quarta-feira, 29 de novembro de 2017

tem uma árvore na minha sala!

(foto do perfil instagram @adorexmas)

Desde que casei, e lá se vão 22 anos, meu sonho era montar a árvore de Natal na nossa casa. Éramos só nós dois, na sequência chegou o Simba, o primeiro "filho cão", mas não tínhamos nenhum pinheiro. Enrolava um festão na chaminé da lareira, com luzinhas e uns enfeites, achava bonito e ficava feliz! Em 98, grávidos da Laura, compramos nosso pinheiro artificial, bem comprido e magro, pra caber na nossa casa que era pequena. Naquele ano já no feriado de finados montei a decoração natalina - exagero, eu sei, mas queria aproveitar muito aquele pinheiro com luzinhas e toda a mensagem que uma árvore de Natal traduz numa família. Na decoração usei os ursinhos que foram suas lembrancinhas de nascimento, luzinhas e bolas, não lembro de que cor. 

Nos anos sequentes, novos enfeites se agruparam aos ursinhos, e logo chegou a Lulu pra família ficar completa! Quando as meninas já entendiam que época de Natal era época de enfeitar a casa, a cada ano eu montava uma decoração diferente; num ano usei as barbies que elas brincavam, noutro usei utensílios de cozinha, cortadores de biscoitos com fotos da família. Lembro de montar uma árvore com frutas em tecido e uma com pássaros em tecido, mas essas para exposições de artesanato. As luzinhas pisca pisca e algumas bolas nunca faltaram na decoração. 

O tempo passou, as meninas cresceram, e a árvore foi ficando de lado. Aquele pinheirinho magro e comprido sofreu a ação do tempo, foi perdendo seus verdes pelos natais afora, aí chegou um mais encorpado, que passou a ser a árvore da família. Há uns 3 anos estávamos em reforma em casa e a levei pro estúdio, e desde então ela não voltou mais pra casa. Voltei a decorar o doce lar com detalhes distribuídos cuidadosamente, mas senti saudade da árvore "plantada" na sala! É na sala da nossa casa que a vida acontece, é por ela que entramos, saímos, é nela que jantamos, assistimos tv, brigamos, fazemos as pazes, tomamos café. A vida familiar acontece nela, deu pra entender né!?!?!

Pois esse ano eu montei o pinheiro em casa novamente! Precisava desse momento e desse ritual! Muito mais do que simbolizar a vida (o pinheiro é das poucas árvores que se mantêm verde, mesmo durante o inverno), queria muito reencontrar a árvore de Natal na sala de casa. E lá está!

As bolas coloridas que pendurei são de outros carnavais... digo, natais! O pisca pisca também, e nesse ano usei (e abusei) de pompons brancos. Cada uma dessas bolinhas de lã têm um significado, um desejo, um agradecimento. Cada um de nós tem os rituais, as crenças, os valores. 

Vida real, feliz estou em ter (re)plantado essa árvore na sala de casa!


segunda-feira, 13 de novembro de 2017

É hora de escrever um novo capítulo, e já estou com o lápis na mão!!!


Sabe quando a vida nos sinaliza que um ciclo está se encerrando?  Há 2 opções: aceitar o fato e renovar nossas buscas, desafios, projetos OU se manter parado, no mesmo lugar, vendo as transformações ao redor sem nada fazer ou contribuir.
Às vezes essas informações nos passam despercebidas, noutras insistentemente avisam que é  momento de mudança, e que o encerramento de um ciclo implica em futuras e novas possibilidades. Gosto disso!

Há nomentos em que me sinto motivada a realizar mudanças, seja em busca de renovar ações e relações, seja porque a situação não corresponde mais às minhas  expectativas. Para mudar é preciso compreender, aceitar e  realizar as modificações necessárias. Para encerrar um ciclo não dá pra escutar a emoção, é preciso dialogar lucidamente com razão.

E aqui transcrevo tão adequadas palavras escritas por Fernando Pessoa :

 "Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final. Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver. Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos. Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram."...

É comum sentirmos medo e mantermos postura resistente a mudanças. A questão é; enfrentar o término de um ciclo e seu consequente desapego é trabalhoso; não saber quais as consequências é um desafio dos bons!!

Orbitando ao nosso redor há um simples e real fato: o tempo, os recursos e a energia são finitos! Manter pedaços do ciclo anterior e construir um novo torna-se uma tarefa Hercúlea. As escolhas se fazem necessárias, por mais incertas e doloridas que sejam. Às vezes é preciso parafrasear o poeta;  encerrar o ciclo, fechar a porta, terminar o capítulo ... e seguir em frente com nossas próprias ações!!!  E somente a partir daí será possível usufruir das novas oportunidades. Simples assim! 

A Casa Rosa encerrará suas atividades em breve. Antes que vc diga ou pense:  "não acredito, mas é um lugar tão especial", respondo: sim, um lugar lindo, sempre habitado por energia das melhores, mas esse ciclo se encerra para dar espaço ao próximo!
Essa ilustração da Anacardia retrata bem todo esse período, o amor que foi plantado, que floresceu, que transformou, que criou raízes. Tudo envolto num circular e infinito abraço! (repare nos bordados feitos a mão presentes nos troncos das árvores)!!!
Nesses  quase 8 anos de loja/estudio lugastal , muitas mudanças ocorreram, e muito me orgulho disso. Observei o mercado, cuidei do público com todo o meu carinho, cuidei de quem aqui esteve, e de quem por aqui nunca esteve mas sempre se sentiu bem vindo, mesmo à distância.  Sinto imensa alegria em inspirar novos craft busines,  em encantar meu público, e quando olho para trás vejo um álbum repleto de cenas bacanas, ações diversas, encontros, inovação e empreendedorismo.
Tantos aprendizados e descobertas que toda essa experiência me proporcionou!!! A lojinha inicial, o estúdio de costura criativa, os espaços lindamente decorados nos eventos artesanais, o Clube do Pano, o blog, as andanças Brasil afora com o Patch Encontro, a Casa Rosa.
Em breve entregarei a vcs um dos mais especiais projetos, o livro Relicário de Afetos; e nele haverá frações de todo esse período. 
É hora de escrever um novo capitulo, e já estou com o lápis na mão!!! Tenha uma certeza, estarei cada vez mais perto de cada um de vcs!!!!
A partir do dia 16/11/2017 haverá uma grande promoção de produtos. Serão preços arrasadores: móveis, produtos, tecidos e peças do meu acerto pessoal.  Acompanhe nossos horários de atendimento pelo facebook Casa Rosa Porto Alegre! Se vc lembrar de alguma peça que tenha vontade de adquirir, chame inbox no instagram @garimposdalugastal ou pelo whasapp (51)99648 77 12
E na loja virtual tem  muito estoque com 40% de desconto! clique AQUI!

P.S: Muitas ações bacanas estão chegando nesse período. No próximo dia 28 vai rolar Oficina Criativa lugastal, 100% online e gratuita. Pra participar é só clicar neste link e se inscrever: Quero participar da Oficina Gratuita Lu Gastal


terça-feira, 3 de outubro de 2017

convite a compartir esse sonho!

Talvez soe estranho; mas hoje, além de dividir com vocês um dos projetos mais especiais que já me dediquei, vim pedir ajuda! Confesso, pedir ajuda não é um ato dos mais fáceis, e há dias (semanas, pra ser mais sincera) ensaio esse pedido, sem saber exatamente como fazê-lo. 

Desde o início desse ano me dedico a um projeto que estava na minha lista de desejos - escrever um livro! Lá em meados de 2012 fiz alguns ensaios, entre textos, produção de peças artesanais e fotos, mas o dia-a-dia da vida empreendedora me tirou o foco. Este, aliás, foi um dos motivos pelos quais parei para (re)pensar o que eu queria comunicar ao meu público, à minha família e, sobretudo, à mim mesma; não aguentava mais parecer aquela profissional criativa, sorridente, que parecia viver feliz e plena num estúdio colorido e repleto de tecidos; havia problemas, dificuldades, desilusões, dúvidas. Se você me acompanha nas redes sociais, principalmente no instagram, já deve ter lido algum post que se inicia com a frase "senta que vem textão!", dê uma hashtag #colchadememoriaslugastal e encontrarás alguns!



Bem... voltando ao livro! Após planejar o conteúdo e o que eu gostaria de escrever, deu-se início a dois processos concomitantes: a produção das peças e a escrita propriamente dita. Aos poucos, todo material já executado era guardado, com zelo e cuidado. Lembram que em meados de março saí para um "sabático"? Acompanhei minha  mãe numa viagem e dediquei o tempo longe do cotidiano para me conectar com as ideias e traduzi-las através de palavras. Os meses se passaram, e cada etapa do livro era alinhavada,  ponto a ponto, escrita, palavra por palavra. Chegou um momento em que não consegui mais guardar meu segredo, precisava compartilhar com vocês aonde, afinal, eu dedicava toda minha energia. Aos poucos pílulas dessa história foram partilhadas, algumas fotos que talvez tenham passadas despercebidas pelas redes lugastal já eram ensaios fotográficos do livro. Como é difícil guardar segredo de um material tão rico e bonito! 

No meio dessa jornada o vento mudou algumas vezes e me fez corrigir o rumo; se lá em fevereiro, no início desse trabalho, eu pretendia escrever sobre minha história com as manualidades, na metade do caminho entendi que não este não seria apenas um livro, mas um álbum de histórias, de memórias,  de mim, de ti, um álbum de nós! 

Após entrelaçar todo o material, chegou a hora em que não tenho mais fôlego financeiro para tocar o projeto adiante - é necessária a contratação de profissionais competentes para a produção/diagramação/revisão, além dos custos gráficos. E, para executar essa fase final, aqui estou pedindo a sua ajuda! Estudei e pesquisei as principais plataformas de crownfunding (financiamento coletivo), com suas taxas, recompensas e garantias, porém nesse processo os trâmites mínimos são de 3 meses de captação de recursos, e quero entregar o livro a vocês até dezembro. Pedi apoio à empresas do segmento artesanal, e, com exceção das duas parceiras com quem trabalho diretamente, as demais respostas foram desmotivadoras, o país está em crise. Entendo, o mercado funciona assim e, ao se apresentar um pedido, há apenas duas chances: receber um SIM ou um NÃO. 


Pensei várias alternativas, e diante das mensagens que recebo diariamente, entre instagram, facebook, whastapp, versando sobre entrega, carinho, motivação e outros sentimentos bons que as pessoas têm decorrentes do meu trabalho, tenho refletido sobre pedir ajuda a que, de alguma maneira, também ajudo. Tenho a certeza de que juntos somos mais fortes, e sei que não consigo abraçar o mundo e meus projetos sozinha; diante disso, da maneira mais honesta, sincera e vulnerável possível, vim pedir ajuda!


Dia desses cruzei com um livro de título curioso: A Arte de Pedir. Após dificuldades variadas, Amanda Palmer, artista e autora do livro, pediu ajuda ao seu público para gravar um novo disco (e essa história é contada no TED The art of asking). Algumas de suas  frases mais sinceras e precisas ficaram martelando na minha cabeça: "ao precisar ajuda, me joguei nas milhares de conexões que eu tinha feito", "quando realmente vemos uns aos outros, nós queremos nos ajudar", "se quiser experimentar o sentimento visceral de confiar em estranhos, confie neles".  O TED em questão já teve mais de 6 milhões de acesso, e sabe o que eu senti? Que ela falou diretamente para mim, sussurrou ao meu ouvido e por vezes até levantou a voz: "Por que não pedir ajuda a quem está contigo no dia-a-dia? Afinal, esse trabalho é inspiração para todos vocês!!!".


Pedir é difícil, um ato onde você se mostra extremamente vulnerável, sem maquiagem. Sei que serei criticada, mas tenho forte um sentimento de que, muito mais do que qualquer sentença dos "juízes das redes sociais", posso contar com o apoio de quem realmente se conecta com o meu propósito e cada uma dessas ações. Por isso decidi, depois de muito muito muito pensar, ponderar, refletir, avaliar, imaginar, me jogar nas tantas conexões que tenho feito


Aqui está um material para que você entenda a essência do livro (é claro que é apenas uma pitada de todos os ingredientes, senão perderá a surpresa, né?). 





Mas não vim aqui apenas pedir, quero entregar, oferecer o que tenho em troca, e para isso preparei várias recompensas às quais você poderá avaliar, dentro de suas possibilidades.

Como funcionará esse apoio:  trata-se de uma venda antecipada com apoios individuais; cada recompensa terá um valor, e o mesmo poderá ser pago diretamente no e-commerce lugastal, pois essa é uma maneira que facilitará os trâmites administrativos e contábeis de todo esse processo (nota fiscal, impostos, envio da recompensa, endereço correto etc). 

Recompensa n. 1: R$58,00 - clique AQUI
- seu nome aparecerá na página de agradecimentos do livro
- 1 ilustração aquarelada + 1 foto (imagem) do livro enviados por email 
- um beijo, abraço apertado e toda minha gratidão

Recompensa n. 2: R$ 143,00 - clique AQUI
- seu nome aparecerá na página de agradecimentos do livro
- 1 ilustração aquarelada + 1 foto (imagem) do livro 10X15
- 1 marcador de página exclusivo lugastal
- 1 unidade do livro autografada entregue na sua casa
- um beijo, abraço apertado e toda minha gratidão
(previsão de envio: dezembro 2017 -  o envio será feito via PAC - correios. Ao fechar seu pedido clique na entrega SEDEX - o frete é gratuito e está embutido na compra)

Recompensa n. 3: R$198,00 - clique AQUI
- seu nome aparecerá na página de agradecimentos do livro
- 2 postais com ilustração de Anacardia + 2 fotos (imagens) do livro 10X15
- 2 marcadores de página exclusivos lugastal
- 2 unidades do livro autografadas entregues na sua casa
- um beijo, abraço apertado e toda minha gratidão
(previsão de envio: dezembro 2017 -  o envio será feito via PAC - correios. Ao fechar seu pedido clique na entrega SEDEX - o frete é gratuito e está embutido na compra)

 Recompensa n.4:  R$264,00 - - clique AQUI
- seu nome aparecerá na página de agradecimentos do livro
- 3  postais com ilustração aquarelada + 3 fotos (imagens) do livro 10X15 (desenhos e imagens diferentes nos 3)
- 3 marcadores de página exclusivo lugastal
- 3  unidades do livro autografadas entregues na sua casa
- um beijo, abraço apertado e toda minha gratidão
(previsão de envio: dezembro 2017 -  o envio será feito via PAC - correios. Ao fechar seu pedido clique na entrega SEDEX - o frete é gratuito e está embutido na compra)

Recompensa n. 5:  R$ 530,00 -  clique AQUI
- seu nome aparecerá na página de agradecimentos do livro
- 3 postais com ilustração aquarelada + 3 fotos (imagem) do livro 10X15
- 2 marcadores  de página exclusivo lugastal
- 2 unidades do Livro autografadas entregues na sua casa
- 1 almofada exclusiva e linda lugastal (redonda, 50cm de diâmetro, com 32 cores) entregue na sua casa
- um beijo, abraço apertado e minha eterna gratidão
(previsão de envio: dezembro 2017 -  o envio será feito via PAC - correios. Ao fechar seu pedido clique na entrega SEDEX - o frete é gratuito e está embutido na compra)

Recompensas n. 6, 7 e 8:  R$ 530,00 -  clique AQUI(kit 6), AQUI(kit 7) ou AQUI (kit 8)
- seu nome aparecerá no livro
3 postais com ilustração aquarelada + 3 fotos (imagem) do livro 10X15
- 2 marcadores  de página exclusivo lugastal
- 2 unidades do Livro autografadas entregue na sua casa
- 10 metros de tecidos lugastal & composições (21 estampas diferentes)
- 1 chaveiro exclusivo lugastal
- um beijo, abraço apertado e minha eterna gratidão
(previsão de envio: dezembro 2017 -  o envio será feito via PAC - correios. Ao fechar seu pedido clique na entrega SEDEX - o frete é gratuito e está embutido na compra)

Recompensa n. 9:  R$ 530,00 - clique AQUI
- seu nome aparecerá no livro
- 3 postais com ilustrações aquareladas + 3 fotos (imagem) do livro 10X15
- 2 marcadores  de página exclusivo lugastal
- 2 unidades do Livro autografadas entregue na sua casa
- 1 chaveiro exclusivo lugastal
- vamos nos encontrar pessoalmente? Oficina Criativa lugastal coletiva: esse encontro é para pessoas que moram ou podem se deslocar até as cidades de São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro ou Porto Alegre, e será marcado ao longo do primeiro semestre de 2018.
- um beijo, abraço apertado e minha eterna gratidão
(previsão de envio: dezembro 2017 -  o envio será feito via PAC - correios. Ao fechar seu pedido clique na entrega SEDEX - o frete é gratuito e está embutido na compra)


Recompensa n. 10:  R$ 1.430,00 - clique AQUI
- seu nome ou marca  aparecerão no livro
- 4 postais com ilustrações aquareladas + 4 fotos (imagem) do livro 10X15
- 4 marcadores  de página exclusivo lugastal
- 4  unidades do Livro autografadas entregues na sua casa
- 4 ecobags exclusivas lugastal
- 1 chaveiro exclusivo lugastal
- marca da sua empresa/negócio criativo impressa na página de apoiadores do livro
- divulgação da marca (mediante marcações nos posts em redes sociais) nos lançamentos oficiais do livro
- um beijo, abraço apertado e minha eterna gratidão
(previsão de envio: dezembro 2017 -  o envio será feito via PAC - correios. Ao fechar seu pedido clique na entrega SEDEX - o frete é gratuito e está embutido na compra)



Aqui estão algumas recompensas preparadas:
marcador de livro com elástico 

chaveiro lugastal

kit com 21 estampas de tecidos lugastal & composições - total 10m50 - 3 variações de kits em estampas diferentes

postais com fotos do livro  (fotógrafa Daniela Batastini)
+ ilustrações aquareladas (AnaCardia Ateliê)

almofada LINDA lugastal (sem modéstia porque tá linda mesmo!)


Se você leu esse post até aqui, muito obrigada! (sei que hoje abusei!)!  Cada processo de criação e produção deste livro tem sido feito com muito carinho, da execução de cada produto à paleta de cores, do desafio em misturar tudo o que habita no nosso universo feito a mão à escolha de cada parágrafo que "converse" com a foto, e o melhor... tudo feito a várias mãos!! A felicidade que sinto em trabalhar nesse projeto é imensa, porém, reitero, sem apoio não conseguirei concretizá-lo. Por isso, através desse post totalmente "vida real", peço sua ajuda, seu apoio, seu carinho e confiança. Confiança, aliás, é ingrediente necessário aqui, pois proponho a você a venda de um produto que ainda não saiu do forno... (e o que será de nós se não confiarmos uns nos outros, não é verdade?!). 

Pra finalizar, agradeço mais uma vez pela paciência de ler todo textão, parafraseando Cervantes "Quando se sonha sozinho é apenas um sonho. Quando se sonha juntos é o começo da realidade".

p.s: durante o mês de outubro todos os apoios serão bem-vindos! 

Muito obrigada!!!



Lu Gastal











quarta-feira, 13 de setembro de 2017

O dia em que conheci os Estúdios Globo

A vontade deve ser geral: atire a primeira pedra quem nunca quis visitar os Estúdios Globo! Pois eu tinha muita vontade, e na última semana fui surpreendida com o convite para levar meu trabalho ao programa É de Casa. Não havia muito tempo para produzir material e pensar cada detalhe (para os desavisados que acreditam em sorte/azar, aviso: do céu só cai chuva!), mas asseguro que  foram intensas e deliciosas horas de trabalho!!.

No dia 8 de setembro por lá cheguei. Confesso, um tanto tímida, mas extremamente feliz! Logo fui levada até a área de alimentação, e por lá tentei ter fome, quando, na verdade, me alimentei pra segurar a ansiedade. Uns atores por perto, outros talvez eu não tenha identificado, e, de "café pra viagem" em mãos, saí pra caminhar, observar, sentir um pouco daquele lugar. Há verde por todos os lados, e um silêncio tipo cidade do interior. Carrinhos elétricos se cruzam, entre cenários, equipamentos, artistas e visitantes, como eu. 
Pra minha surpresa, a casa é muito mais linda do que parece, e é de verdade - a cozinha funciona, tem água na geladeira, tem café no aparador, tem vaso com florzinha num mini altar - tem energia!!! O jardim dispensa comentários, quem assiste ao programa pode conferir o tanto de verde e beleza daquele lugar. A equipe me recebeu com carinho, e desde o primeiro contato, me proporcionou sentir em casa. Alguns acertos e no dia seguinte eu lá de volta estaria, pouco depois do dia amanhecer. Se havia lugar para nervosismo e tensão, aos poucos esse espaço foi se reduzindo. 
Ok... demorei a dormir! A noite passou, o dia amanheceu; como sempre -  mas de um jeito diferente. Logo cedo lá estava eu, dividindo o camarim com as apresentadoras do programa e outros convidados. Algum tempo e umas voltas de carrinho elétrico depois, voltei à casa do É de Casa! O sábado seria de sol, havia música boa, e encontrei uma equipe totalmente afinada e concentrada. Havia cores, muitas flores, uma indescritível organização e gestão em cada detalhe. E respondendo a pergunta que mais escutei desde sábado, sim, me senti "em casa", equipe e apresentadores são exatamente como parecem - queridos e atenciosos com seus convidados. Baita experiência !!!! 

Minha imensa gratidão a todo carinho que recebi por esses dias - vindo por mensagens, inbox nas redes, whatsapp e pessoalmente. Energia boa que flui, alimenta e faz bem!

Pra assistir o programa, clique nesse LINK!

(fui ensinar como fazer i-cord, tricotin, rabo de rato, de gato ou como vc quiser chamar)

9 de setembro - o dia em que conheci os Estúdios Globo!

(algumas peças em rabo de rato que levei para o cenário)

(gamei nesse canto da cozinha!!! bastidores handmade e pratos fofos!)


(uma selfie nesse banheiro lindo  não poderia faltar né?!?!)

(café de verdade e delicinha!)

]
Com café: um brinde ao dia em que me trabalho me levou para conhecer os Estúdios Globo!


momento: sim, eu sou tiete!

(salve simpatia!! Cissa Guimarães ganhou meu coração e um acessório lugastal)

(agradecer sempre é tão bom!)

(almofadas lindas me receberam nos sofá rosa!)

(um dos muitos prints que recebi nas redes! obrigada minha gente, quanto carinho!!!)

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

um dia de boneca!

Já devo ter contado umas mil vezes aqui - quando fiz 36 me dei uma boneca de presente. Cabeçuda, esquisita, com várias possibilidades de diferentes olhares. Não lembro exatamente de que forma, mas chegaram pra ficar! No início a família não entendia - nem poderia mesmo - mas, queridos como sempre, aceitaram mais uma loucura da Luciana (nesse POST há um pouco de toda essa história, com várias fotos linkadas às palavras). O tempo foi passando, outra boneca chegou, depois mais outra, muitos passeios, viagens, aventuras, fotos, roupinhas, costuras, bordados, etc etc etc. De repente outras prioridades furaram a fila, tempo, grana, escolhas - e minhas dolls seguiram por perto, presentes e fiéis (quietinhas, às vezes ficaram mais de um ano com a mesma roupinha). Algumas partiram para aventuras noutros lares, outras comigo seguiram, cada uma no seu tempo, sem cobranças.  Não era uma coleção, era minha companhia, me trouxeram amigos preciosos. Mesmo me distanciando de intensos envolvimentos com o mundo bonequeiro, tive a alegria de apresentá-las a pessoas especiais, de contar sua peculiar história recheada de aventuras e mudanças de rumo (adooooro!). 

No último sábado revivi toda essa história. Havia um comentado/badalado/programado Blythecon no Rio de Janeiro; havia uma galera se organizando pra participar e até a véspera eu não sabia se lá estaria. Durante os meses que antecederam houve brincadeiras, desafios, e eu totalmente desconectada de tudo - mas com uma baita vontade de estar perto. Pois bem... agosto chegou, oportunidade de trabalho me levou à cidade maravilhosa e eu pude, depois de muiiiito tempo, reencontrar, apertar, beijar, abraçar algumas pessoas que esse mundo me trouxe. Foi intenso, foi encantador! Se vc procurar nas redes a #blytheconrio2017 verá frações dessa vibe.  

Coloquei meu vestido mais alegre (discreto, eu sei, com alguns pompons) e um sapatinho básico, afinal, era dia de brincadeiras. E mais feliz do que criança em dia de ir ao circo me transportei ao mundo das bonecas, ao lugar onde havia 300 adultos brincando e se divertindo sem limites,  sem julgamentos. 

Foi um dia intenso de surpresas, literalmente do início ao fim; teve lojinhas, teve exposição de dolls representando a diversidade brasileira, teve concurso de camisetas, teve desfile de minime (criadoras e criaturas), teve Carlos Drumond de Andrade, teve biscoito globo com chá mate, picolé, teve samba e Portela! Só não brincou quem não quis, até eu com meu "zero samba no pé" dancei como se não houvesse amanhã!

Uma chuva de pompons à equipe que organizou o evento, aos inúmeros colecionadores que doaram seu tempo, seu trabalho, e engrandeceram ainda mais esse mágico encontro. Não há palavras que descreva sequer uma parte do que por lá se viveu. Foi pura emoção, e tudo, absolutamente tudo, foi impecável!

(








New Blythe Old School - edição limitadíssima



Direto do túnel do tempo do flickr, eu e Ana, a organizadora do BlytheconRio, nos tempos em que os encontrinhos não tinham mais do que 30 maluquetes!

Meu amigo e parceiro de todos os momentos, Vagner. 
À você, Diva,  caprichei no visual e vesti esse look básico! 


p,s: Ao ir embora notei alguns olhares atônitos dos frequentadores do clube onde foi realizado o evento;  talvez tenham estranhado meu discreto modelito.  Mas do que vale a opinião alheia se eu estava com o coração transbordando alegria!?!?!?! 
26 de agosto de 2017 - o dia em que fui boneca de verdade!

terça-feira, 11 de julho de 2017

Semana de Mega Artesanal!



De hoje até domingo, dia 16, acontece em São Paulo mais uma edição da Mega Artesanal - a maior feira do segmento artesanal da América Latina. 

O espaço Lu Gastal foi preparado com muito carinho e cuidado, no intuito de conectar ideias criativas numa só energia. O resultado  ficou  muito bacana! Estamos no Pátio da Indústria (tapete azul), rua H, estande n.37.  Segue um pouquinho de tudo o que vc encontrará:

- Exposição Sonhos Reais - Inspira(ação) de quem faz a mão - sob curadoria de Vagner Carvalheiro, uma coleção de bonecas Lindas vestidas com pijamas cheios de estilo e personalidade. Participação dos alunos de Design em Moda da ETEC José Rocha Mendes - Apoio Círculo S/A e Fernando Maluhy Tecidos
- Participação dos ateliês Ludyx, Lu Jaber e Cookies da Aninha, com leituras sobre o lúdico aliado à criação artesanal - e elas arrasaram nos detalhes!
- No espaço Faça Você Mesma, oficinas de encadernação com a Tê Pires, e oficinas Lu Gastal (veja horários no post anterior)
- pompons (muitos pompons), cores, tecidos lindos lugastal e lançamentos, kits faça você mesma em tricotin, ponto cruz e o lançamento do acessório faz pompom.

Participaçes Lu Gastal durante a feira:
- dias 12 e 14, ao meio dia, receberei convidados no estande Fábrica dos Sonhos Círculo, para um bate papo gostoso com o tema "A tendência é a essência - como respeitar sua história nos processos criativos".  As senhas são distribuídas no local. 

- dias 13 e 15 às 13h30, nosso encontro será no estande Feltros Santa Fé, com o tema "O mundo quer ver o que vc faz". 

- dia 14 o programa Mulher.com gravará ao vivo diretamente da Mega, e passarei por lá pra dar um beijo na Tati e no seu público fiel!!!


Então fica o convite: tem muita energia bacana circulando pelo pavilhão da Expo São Paulo, e até domingo a gente te espera por lá. Quem não puder participar ou visitar, acompanhe as novidades no instagram lugastal.

beijo!




quarta-feira, 14 de junho de 2017

Você vai querer um tecido com estampa lugastal para chamar de seu!

Recado para criativos de plantão: aqui estão as atuais coleções de estampas lugastal, para inspirar as mais variadas e diversas criações de décor, faça você mesmo, projetos de moda, etc etc etc. Cada uma delas foi idealizada baseada numa referência e inspiração, e serão super versáteis para compor projetos de quem não tem medo de ousar. Use (e abuse) de cores lisas e mini poás... e prepare-se para agradecer a todos os elogios que chegarão na sequência. Os tecidos das coleções lugastal você encontra nas melhores lojas do segmento têxtil nacional, Fernando Maluhy e loja virtual lugastal

Pra conferir o que de mais bacana tem sido feito no mercado com essas estampas, procure nas redes sociais a #tecidoslugastal

 COLEÇÃO ETNIC
Decorrente de referências artísticas e culturais de um povo. As vestes indígenas foram as principais inspirações para esta coleção.


 COLEÇÃO GIPSY
A origem da palavra remete à cultura cigana, ao estilo  nômade de ser! A liberdade é a essência e a alma desta colorida coleção. 


COLEÇÃO FOLK
 A palavra FOLK é vinculada à tradições e costumes dos povos; uma variedade de culturas e estilos. Esse universo conversa diretamente com peças a mão!


terça-feira, 30 de maio de 2017

#naestradacomlugastal - minha queda por vitrines!

Meus mais sinceros e profundos suspiros escapam voluntariamente por onde ando - não resisto a uma vitrine! Até hoje com a sorte ao meu lado por não ter enfiado o pé (e o resto do corpo) em nenhum bueiro ou buraco - a probabilidade é grande. Sou daquelas que fotografa tudo e a noite deleta mais da metade... mas não perco o momento. E aqui compartilho alguns deles!

bastidores em crochê

handmade para crianças

 gosto do diferente e ousado

 gingerbread cookies ao vivo 

 look espanhola - muitos bordados e cores


 os salões são de beleza, mas nas vitrines se vê criatividade pura!



 gamei - amei - desmaiei - queria trazer todos pra casa!

  suspiros não são suficientes - vitrines de picolé são convites irrecusáveis

 balôes em murano

 cafeteiras na vitrine - pra todos os gostos

 xadrez - a tendência da hora e outras sugestões bacanas com preços não democráticos




the wall

super hiper inflável!

vila handmade - com madeira e arame