quarta-feira, 26 de novembro de 2014

de volta à EduK!

As cores influenciam nossa vida, criam os mais variados sentimentos. Fenômeno que fascina, desperta interesse e deslumbramento nas pessoas. Cada cor pode produzir diversos efeitos, atuar de maneiras diferentes; cada uma seu significado, conforme a percebemos. Quem trabalha com arte, artesanato, fotografia, ou qualquer outro tipo de comunicação visual, conhece sua importância nesse processo criativo.

Pensando nisso,  e sempre em busca de propostas diferentes, apresentarei na EduK o curso PATCH CRIATIVO SEM SEGREDOS, uma proposta repleta de cores e inovação, onde serão trabalhadas diversas possibilidades de composição de cores e utilização de tecidos na criação de peças decorativas em patchwork, com truques criativos e aproveitamento de pequenos retalhos. 

Quando dezembro chegar, eu te espero na EduK com mais um curso muito colorido e criativo no maior estilo lugastal! O curso será apresentado ao vivo e gratuitamente, e quem adquirir o mesmo receberá todos os moldes e  material complementar (clique AQUI)

Para assistir ao teaser, clique neste LINK



domingo, 9 de novembro de 2014

É tempo de bazares!


Final de ano chegando, natal à vista, reveillón idem; para artesãs e comerciantes, aí vem o período de maior dedicação e oportunidades. A coluna ALINHAVOS & GESTÃO chega com dicas  pra que vocês arrasem nos bazares e atividades especiais de novembro e dezembro!

1. Independente do tamanho do evento, seja um bazar ou uma ação promocional em seu comércio, o planejamento de detalhes é fundamental. Programe antecipadamente a data, quem participará, qual será o público alvo, quais produtos serão apresentados;

2. Cuide do espaço de maneira a deixá-lo harmônico e bacana - vale tirar alguns móveis, trocá-los de lugar, vale pegar aquela mesa antiga da casa da mãe, vale decorar com um vaso fofo e flores. O que importa é dar à nossa cliente a certeza de que ela é especial, e foi esperada com carinho por nós.

3. Para mesas de bazares, geralmente aquelas brancas plásticas, não abra mão de uma toalha que a cubra até o chão. Não deixe sua cliente notar que debaixo da mesa há sacolas com produtos e outros objetos que não precisam ser notados.

4. O sucesso do bazar não precisa ser imediato - muitas vezes nos dedicamos à participação de bazar, e devido à poucas vendas no dia, temos o pensamento de que não valeu a pena. Por isso, é importante investir na apresentação do produto - cartões de visita são ferramentas fundamentais para esse contato futuro com as clientes. Muitas vezes a cliente vai ao bazar, não compra o produto, pensa e volta a procurar no decorrer dos dias, por isso, dedique-se à encantá-la!

5. A embalagem do seu produto também é fundamental. Não se preocupe em investir grandes valores em embalagens personalizadas - tu poderá personalizar sacolas de forma criativa e única. Gaste um tempo nesse planejamento, pesquise tendências (já visitou a rede social Pinterest? eu recomendo!)

6. Aproveite o momento para captar futuras clientes; deixe em cima da mesa um bloquinho fofo e peça para suas visitantes anotarem nome e email - eles serão válidos em futuros contatos (dica: não precisa pedir telefone, rg, data de aniversário, etc... informações em excesso desanimam a cliente a preencher o cadastro);

7. Invista na sua apresentação pessoal. Isso não significa que tu precises ir ao cabeleireiro e fazer chapinha no cabelo - um visual clean será sinônimo de capricho, seguindo a máxima "o menos é mais"! A cliente tem que notar o seu produto, não a nova cor do sapato.  Um sorriso sincero é, sempre, o melhor cartão de visitas!

8. Com  tantas festas e comemorações na época, ofereça pequenas tags, aqueles pedaços de papéis fofos onde se escreve DE: ..... PARA:......; os detalhes fazem toda diferença, e não será necessário investir grande soma de dinheiro nesses cuidados;

9. Não participe de bazares ou ações comerciais esperando divulgação alheia - com antecedência avise suas clientes, amigas e familiares e convide-os para visitar o evento. Quanto mais você divulgar, maior serão as chances de sucesso de público. Se todos os expositores fazem a sua parte, o público certamente visitará o evento.

10. Capriche nos produtos, é claro! Venda um produto que você mesmo compraria; e deixe transparecer o carinho dedicado nessa produção!


Este post é dedicado à quem pinta, borda, costura, faz scrap, ou mesmo revende produtos terceirizados. Independente da atividade, faça-a com amor no coração!

Para ler outros textos de  ALINHAVOS & GESTÃO, clique na coluna ao lado desse post.

domingo, 2 de novembro de 2014

Sim, ela existe!

Novembro em Porto Alegre é sinônimo de Feira do Livro, de fim de tarde na praça, programinha tudo de bom e descobertas. Quem me lê por aqui sabe que tenho uma amiga que se chama Gabriela, e assim como eu, ela devora as crônicas da Martha Medeiros como quem toma sorvete de pistache. Bem, soube que a escritora autografaria na feira seus novos livros;  um excelente momento para visitar a feira, comprar o presente da minha amiga queridona, e me presentear com um programinha tudo-de-bom, no estilo eu comigo mesma

Nesse sábado saí mais cedo do estúdio; passei rapidamente em casa pra pegar um guarda-chuvas (sim, feira do livro em Porto Alegre também é sinônimo de dias chuvosos) e me perfumei- afinal, conhecer minha musa inspiradora merecia um perfume dos bons. No caminho pensava, o que diria para a musa? Ela existirá mesmo? Minha amiga Gabi disse que sim, ela existe; na semana passada se encontraram numa festa e ela, a amiga, também jornalista, ao ser apresentada  para ninguém mais, ninguém menos que Martha Medeiros, ficou atônita e foi incapaz de explicar o quanto a musa nos é querida - as palavras lhe fugiram e com um ar blasê ela apenas respondeu "muito prazer, Gabriela". Bem, caberia à mim, esta humilde advogada que enveredou para o mundo das cores e da costura e com vocês partilha aqui no blog as angústias e alegrias de viver o mundo craft, o dever de vingar esse lapso  - Martha Medeiros tinha de saber que neste mundo há duas gurias (nem tão gurias assim), girafas, que do alto dos seus 1,80cm suspiram, riem e se emocionam com sua sábia, poética e real escrita.

Cheguei na praça e já de longe pude enxergar a fila (assim como eu e a Gabi, há muita gente que também adora a musa Martha); grande coisa, não me encolho com fila, tampouco por ficar em pé, e estava lá pra isso mesmo! Já com os livros debaixo do braço, me enfiei no meio das pessoas, e na ponta dos pés (hehehehe... imaginem eu, uma girafa, esticando o pescoço...) vi a musa Martha, grandiosamente sentada numa mesinha que não maior do que  80cm. Naquele momento meu coração bateu forte, descobri que ela é de verdade,  para minha surpresa, gente como a gente. 

Comprei dois exemplares, o Liberdade Crônica e o Felicidade Crônica, e como num sorteio de par ou ímpar, coloquei meu nome num marcador e o da Gabi no outro, para aleatoriamente serem autografados. Os próximos 120 minutos dessa história se passaram entre muitos passos à frente, um pacote de pipoca doce, algumas varizes insistentemente avisando que era hora de sentar, e muitos pensamentos, entre eles, "o que eu diria à musa?". Enquanto minha vez não chegava, observava a escritora atendendo um a um, sorrindo selfie a selfie, autografando livro a livro. Meus olhos atentavam para o carinho que circulava naquele espaço, e, por vezes (dentro das devidas proporções), não pude deixar de fazer alusão ao carinho que recebo de vocês nas feiras e eventos que participo, dos beijos e dos abraços,das palavras sinceras. Duas horas de fila depois...e chegou minha vez! Não fiz nenhuma selfie, o verdeiro intuito da programação era a dedicatória pra amiga aniversariante. Consegui até falar, mesmo sabendo que nossa musa devia estar exausta e talvez sem  absorver tantas declarações, e à ela contei que fui buscar seu carinho pra presentar a amiga. 


p.s: à Gabi o destino escolheu a edição Felicidade Crônica, nada menos justo para um presente de aniversário!