quinta-feira, 31 de julho de 2014

velho jeans - bolsa nova!

Sabe aquele jeans que a gente adora mas simplesmente não-dá-mais-pra-usar? Sem sustos - não vou sugerir nenhum "momento desapego"... que tal dar aquela repaginada no seu querido, e transformar numa mini bolsa super bacana? No meu caso, esse aqui já estava condenado; tanto em casa quanto no trabalho, não tinha mais jeito! Ganhei até um jeans novo da irmã, na promessa de que eu não usaria mais o velho - promessa não cumprida, confesso! Não havia mais argumentos suficientes para usá-lo sem causar manifestações contrárias, ele realmente já tinha dado tudo a que se propusera!

Usei partes frontais do meu jeans, mas tu poderás usar também partes das pernas ou do bumbum. No caso desse projeto, ambos os bolsos podem ser aproveitados para guardar celular, etc. 

Então  mãos a obra, use a imaginação e solte a criatividade! 




(o pap completo está no blog Minha Singer - clique AQUI)

terça-feira, 29 de julho de 2014

quando as palavras faltam, o olhar responde!


Há quase duas semanas vivi uma experiência ainda inédita na minha história profissional - passei 3 tardes e 3 noites juntinho de um público ainda desconhecido. Já tinha participado de programas ao vivo, mas tanto tempo assim, confesso que ainda não. As tratativas com a produção do portal EduK para a realização do meu curso eram alinhavadas há bastante tempo; até fecharmos as agendas, viagens etc. Primeiramente tive o prazer em recebê-los no meu estúdio, em Porto Alegre, onde gravamos o teaser da campanha. Depois, me recepcionaram com um carinho imenso no estúdio EduK em São Paulo. Posso afirmar que trabalhar com essa equipe foi um privilégio, e, tenho certeza, uma conquista mútua, que refletiu diretamente no resultado do trabalho - uma "chuva" de carinho vinda de todos os lados.  A cada aula, sentia a conquista do coração de cada uma de vocês - esse sentimento me era nítido e muito presente, traduzido nas  mensagens que chegavam em todas as redes sociais lugastal.

Demorei alguns dias para retornar as mensagens recebidas pelo email, facebook e demais redes sociais; naquela semana estendi as horas da noite escrevendo uma a uma... e se porventura alguma ficou sem resposta, recebam minhas desculpas - quero retribuir todo esse amor! Eu  mesma cuido das redes sociais lugastal, e essa tarefa não divido com  ninguém - é aqui que fico em contato direto com minhas alunas e clientes. As fotos que posto abaixo vêm chegando dia-a-dia, com  bonecas únicas, criadas pelas alunas internautas que dividiram comigo os três dias de aulas na EduK; e logo chegarão as fotos das alunas que compraram o curso lugastal na EduK (está disponível no site - clique AQUI)

Após os 3 dias de curso ao vivo, voltei rapidamente para Porto Alegre, e 3 dias depois já voltava a São Paulo pra encontrar todo esse público querido na feira Mega Artesanal. Por lá fiquei a semana, em 5 dias ininterruptos, do início ao fim, onde pude sentir todo o amor e confiança que conquistei em cada coração. Não há palavras que descrevam essa emoção, e nada me resta a não ser AGRADECER, pelo meu trabalho, pela minha saúde, família, e oportunidades. As conquistas são inerentes ao esforço, à ética, e refletem diretamente nos resultados - amor e carinho não se compram, se recebem gratuitamente - coisa de empatia, entendeu? 

Me perdoe quem conjuga o verbo cobiçar, mas carisma é resultado de sentimentos espontâneos, e isso ninguém me tira! Sempre peço, em minhas orações, saúde e perseverança para seguir sempre firme a minha história com vocês; e como tenho MUITA, mas muita energia gostosa a meu favor, só posso agradecer e dizer "Deus te dê em dobro tudo aquilo que me desejas"! Muito obrigada a todo o público que acompanha os projetos lugastal - o carinho de vocês é incrível e ilumina meus dias!

          um beijo,  Lu Gastal...


Fotos de bonecas lindas que estão nascendo por todos os lares criativos, enviadas para o facebook.com/lugastal






segunda-feira, 28 de julho de 2014

Pode chegar, Teresa!

Está aberta a temporada de futuros bebês no pedaço! No ano em que serei titia mais uma vez(eba!!!!), enquanto meu sobrinho não chega, foi a vez de celebrarmos a chegada da Teresa, filha dos queridos amigos Carol e Edu. Festa boa, daquelas no maior estilo "a vida como ela é" - simples, gostosa e divertida! Coube à mãe da Teresa a escolha do tema - PATINHOS; coube à "tia Lu" (essa que vos escreve) a decór da tarde; coube à família da Carol e do Edu a animação da tarde.

Missão dada - missão cumprida - o chá da Teresa ficou uma graça - tinha até bergamotas (traduzindo para os não gaúchos - mexerica - fruta perfeita para se comer no inverno gaúcho, em tardes de sol). 

Os patinhos são da minha coleção pessoal (sim... eu coleciono patinhos de banheiro!); lousas e acessórios disponíveis no estúdio lugastal e loja virtual (clique aqui), e fotos da outra "tia da Teresa", Thandra  Leães!


   
  ( O Francisco chegou primeiro na casa, logo, não podia ser esquecido nesses festejos!)


Parabéns querida Carol, é sempre muito gostoso estar com vocês!


domingo, 20 de julho de 2014

Salve o 20 de julho!



Adoro o 20 de julho! Lembro desde a época da adolescência, quando a data era lembrada sempre num dia gelado das férias de inverno. O tempo passou, alguns amigos vieram, outros se foram. É engraçado, mas a vida com suas mudanças malucas muitas vezes afastam ou aproximam as pessoas, independente das distâncias. Muitas pessoas culpam a distância pelo fato de perder seus queridos pelo caminho, mas não é verdade... só perdemos quem queremos, da mesma forma como conquistamos quem queremos; é uma questão de dedicação mútua. Ok, hoje as redes sociais ajudam muito o reencontro de pessoas que perdemos pelo caminho, mas cabe apenas a elas a opção de escolher ou não restaurar uma amizade antiga.

Vivo as amizades à moda antiga;  meus amigos me são muito especiais, e como qq relacionamento tem seus problemas, sigo a ideia de que pequenos desajustes devem ser discutidos olho no olho. Nada melhor do que alguém que entende o teu silêncio, sem encher o saco pra questionar qual o motivo, ou quando liga só prá dar um oi e saber notícias; assim, sem  interesse, apenas baseado no princípio mais salutar de uma verdadeira amizade: a reciprocidade. Pra mim um relacionamento é como um contrato, tem de ser vantajoso e valioso para ambas as partes - não há nenhuma assinatura expressa, nem rubrica nas primeiras páginas, mas as cláusulas de confiança estão lá, em letras de tamanho legível para o entendimento de cada um, e em caso de qq deslize, não há necessidade de se eleger um "foro para dirimir quaisquer divergências provenientes desta convenção", uma boa e sincera conversa resolve qualquer pendência (se for acompanhada de um chopp com batatinha frita, melhor ainda)!. Simples assim, quase que uma "manutenção diária pós conquista".

É à gente que cabe a eleição dos nossos amigos; os "verdadeiros", os "mais ou menos", os "do peito" (na alegria e na tristeza), os de "comer pizza e tomar chopp", os "da faculdade", "do colégio", os “do facebook” e por aí pode ir uma interminável lista. Muitas vezes são totalmente diferentes, de tribos e estilos distintos, mas nem por isso deixam de ocupar um espaço especial no nosso coração. Divergências de estilo, política, de futebol, musical, etc etc etc; não importa, o que vale é a fidelidade!!


(post para blog Elo7 - 20 de julho - dia do amigo)

quinta-feira, 17 de julho de 2014

e por falar em bonecas...

Pessoas queridas do meu coração: quando recebi  o convite da equipe EduK para ministrar aulas de bonecas estilo Tilda, confesso a vcs que relutei em aceitar. Sinceramente... achei que 9 aulas ao vivo seria muita coisa; o que eu teria tanto a ensinar?
Essas bonecas chegaram sem avisar em minha vida. Mais precisamente, um pacote pelos correios, em que minha amiga Ana de Campinas anexou um bilhetinho "Lu, esse livro tem a sua cara!". Era meados de 2006, e eu nunca tinha sequer ouvido falar em Tildas. Guardei o presente pra curtir à noite, e quando saí do trabalho e em casa cheguei, deliciei meus olhos com as páginas traduzidas em produções encantadoras desse mundo encantado e, até então, desconhecido. Outros livros chegaram, minha vida profissional deu uma virada e a advocacia deu lugar à vida empreendedora, e sem muito planejar me vi a frente de um evento onde, basicamente, costuramos bonecas - o Patch Encontro lugastal! O projeto começou em 2012, já viajou muitas cidades brasileiras, entre capitais e interior, e nesse ano completou 2 felizes anos de estrada (tem vídeo que sempre me emociona no canal lugastal do youtube - pra assistir, clique AQUI). Entre tantos quilômetros percorridos e mais de 2000 alunas nessa trajetória, eis que chegou o grande momento, e isso foi o que realmente me fez aceitar o convite para dar aulas de bonecas no portal EduK - a oportunidade de chegar aonde o Patch Encontro lugastal não consegue chegar!
Recebo tantos e tantos emails de pessoas convidando para ir até suas cidades, mas a vontade de ir é proporcionalmente inversa da real possibilidade. Agora sim, tenho a oportunidade de chegar até a casa de cada um de vocês, e levar tudo o que sei, aprendi e desenvolvi a respeito dessas bonecas lindas! São técnicas, dicas e modelagens que foram nascendo nessa arte de fazer bonecas, e  hoje tenho o verdadeiro prazer em dividir com vocês!

E POR FALAR EM BONECAS... estou longe de casa, das minhas filhas, do meu dia-a-dia; mas estou MUITO FELIZ! Receber o carinho, as mensagens e toda essa energia que tem chego nesses últimos 2 dias me fazem ter a certeza: vale a pena partilhar o que se sabe, vale a pena trabalhar com o que se ama!

Abaixo há várias fotos de bonecas; muitas bonecas produzidas por nossas alunas do Patch Encontro lugastal. Há muitas outras fotos, há muitos outros momentos, e se vc visitar o blog, nos marcadores "Patch Encontro" poderá ler e conhecer um pouco mais dessa história. Logo logo poderei ilustrar um post inteiro com fotos de bonecas produzidas por alunas do país inteiro, que nos assistem nessa semana de curso da EduK. Posso dizer??? VOCÊS SÃO MUITO ESPECIAIS!

  (edição Curitiba 2013)

(edição Macaé- RJ 2012)

 (edição Gramado 2013)

 (edição Porto Alegre 2014)

  (campanha institucional do Patch Encontro lugastal)

 (edição Porto Alegre 2013)

(edição Rio de Janeiro 2012)

Nesta sexta-feira é nosso último encontro ao vivo; estaremos no ar (portal eduK.com.br) a partir das 14h, com reprise das 3 aulas logo mais, a partir das 19h. Quem quiser aprender mais, receber os moldes e outras atividades que a EduK produz, pode adquirir o pacote de cursos, e ainda concorrer a prêmios muito bacanas oferecidos por nossos parceiros Singer e Fernando Maluhy, além de duas bonecas produzidas pelo Estúdio lugastal.

Pra quem quiser produzir o evento lugastal em sua cidade, escreva para assessoria@lugastal.com.br, e solicite informações!

E aqui seguem nossos contatos:
- blog lugastal (www.lugastal.com.br)
- instagram #lugastal
- facebook.com/lugastal
- loja virtual: loja.lugastal.com.br
- canal lugastal no youtube - clique aqui
- cursos EduK 

Super beijo, e boas costuras!

terça-feira, 15 de julho de 2014

colcha de retalhos

 
(foto Danibat , com a pequena Anita auxiliando a mostrar a futura colcha)


Quando lancei a campanha COSTURE O BEM era impossível mensurar quantas pessoas participariam, ou, "costuristicamente falando": quantos blocos coloridos e diferentes seriam doados. Pouco a pouco os blocos em patchwork foram chegando -  uns entregues pessoalmente no estúdio lugastal, outros vindo pelos correios dos quatro cantos do país. Cada um com um sorriso, um bilhete, uma história - pura emoção!!!!

A verdade é: muito mais do que produtos e criações que têm  nascido nos ateliês espalhados por todo Brasil, o patchwork nos une de maneira muito especial! Como no filme "Colcha de Retalhos" (lindo, por sinal... super recomendo), mais do que o abraço à causa, há nessa peça uma mistura de sentimentos. 

A colcha ainda não está pronta, nessa foto ela já aparece com a maior parte montada, ainda faltam as barras laterais, forro, quilt e acabamentos. Mas tenham a certeza: assim que ela for finalizada, mostrarei pra vcs - afinal, essa peça é feita com muitas mãos e corações!

Buscamos uma melhor forma para arrecadar fundos através da venda/leilão ou rifa da colcha; tudo deve ser muito transparente, pra não deixar nenhuma dúvida em relação ao destino do recursos que arrecadaremos com nossa campanha (sim, a COSTURE O BEM é uma campanha de todas as pessoas que participam!). No grupo do facebook já discutimos que, melhor do que um leilão, seria uma rifa - assim mais pessoas poderão participar; por isso a escolha de qual será a melhor forma de realizar essa ação.

Faremos dessa campanha maravilhosa uma ação DO BEM, e assim que tudo estiver devidamente acertado, vocês serão informadas. 

Super beijo!!!!!

domingo, 6 de julho de 2014

Como é grande o meu amor por vcs - parte II


Nossa campanha COSTURE O BEM segue a todo vapor. A primeira colcha está LINDA (ainda em construção) e logo traremos novidades no grupo do facebook (para ingressar, procure COSTURE O BEM no face. ) E como é por lá que têm sido postadas fotos de quem aderiu à campanha, não me canso de dizer dizer "como é grande o meu amor por vocês"! (agradecer é gostoso e acalenta o coração!). Aqui têm fotos da Martha Guedes, Eliete Oliveira, Adriana Gil, Raquel Souza, Cristina Scarfon, Silvana Luchese, Regina Stein, Daniela Schneider, Marta Rodrigues, Daniela Stefani, Rosana Speroto, Solange Cardoso, Jane Santos, Carmen Muratore, Hilda Souza, Graziela Schuh, Hermela Toledo, Iolanda Reys, e da "tia Ana", que com 82 aninhos aceitou o convite da Jane Santos... e aqui tem o AMOR de muita gente bacana que abraçou essa idéia (nessa primeira etapa somos mais de 100 participantes - cada uma depositando na campanha um pouquinho do seu amor em forma de patchwork)!

O período de recebimento dos blocos foi muito emocionante - pessoas entregando pessoalmente, envelopes e caixinhas viajantes chegando dos mais diversos lugares do país - uma verdadeira corrente do bem! Mas não posso deixar de dividir com vcs a história da Débora Silva, uma das participantes. No dia do bazar no estúdio lugastal, recebi com surpresa o convite pra descer ao estacionamento, pois lá estava uma participante da campanha com restrições de locomoção. Chegando lá encontrei a Débora, avisando que não poderia descer do carro, mas que com todas as dificuldades que a vida impôs, não deixou de se motivar a participar! Confesso a vcs, foram minutos de pura emoção! Antes de ir embora, a Débora pediu uma foto, e tive o privilégio de ajudá-la a sair do carro para, juntas, registrarmos o encontro e a participação na campanha!  E algumas horas depois, já no lar, convidei-a para dividir conosco sua história, transcrita abaixo!

Obrigada Débora; e obrigada a todas as pessoas queridas que participam da campanha COSTURE O BEM - vcs moram no meu coração!


"Dia 21 de junho de 2014... foi sábado, início do inverno... daqueles dias que demora pro sol se fazer presente, mas quando dá o ar da sua graça... faz um dia lindo, e que fez esse dia mais especial na minha vida. 
Como vocês não me conhecem, vão achar que sou daquelas pessoas que acha tudo lindo e maravilhoso, e de certa forma, vão estar certos. Gosto do copo meio cheio. Mas em alguns dias de copo meio vazio, fiquei sem saber o que fazer em casa, pois havia me afastado do meu trabalho por conta de algumas complicações no meu diagnóstico de Miopatia Congênita, um tipo de distrofia muscular.
Fiquei por 4 anos procurando o que poderia fazer, dentro das minhas condições físicas, que me desse prazer e é lógico uma renda extra pra custear o tratamento necessário pra que o quadro físico não regredisse. Aos poucos fui descobrindo, entre 2009 e 2010... graças a internet e ao Bum!!! dos blogs, Flickrs, Youtube com os PAP (passo a passos). Um mundo todo novo se abriu pra mim... Minha mãe teve/tem máquina de costura desde que me conheço por gente, mas nunca deixou mexer (vou confessar só pra vcs... cheguei a mexer escondida, só pra ver como era... e deixei quieto). A mãe usava a máquina para reformas de roupas e criação de algumas ideias das amigas e vizinhas, mas não levava a sério, como levava seu papel de dona de casa e super mãe!
Então... voltando ao assunto, como ficava complicado frequentar os cursos de patchwork, pela locomoção, e $$... me joguei nos PAP, e as amigas, familiares começaram incentivar. Comecei fazendo de presente, e assim começou a melhor propaganda que todo mundo que da início a qualquer negócio precisa, o boca boca... de lá pra cá, passaram-se 4 anos, onde criei blog, fan page, e fiz várias amizades e vendas, é claro, né?! ;). Mas quem entra neste mundo dos tecidos, linhas e agulhas, precisa de inspiração... e eu tive minhas inspirações e INSPIRADORAS!


Só descobri que gostaria de costurar quando vi algumas meninas costurando necessaires, panôs, mug rugs, e tantos outros trabalhos e que não tinham necessariamente a ver com roupas, como sempre visualizei através da minha mãe... e dentre elas estava a Lu Gastal, com seu ateliê com cara de casinha de boneca e pra minha grata surpresa, a loja fica aqui mesmo em Porto Alegre, onde nasci e vivo até hoje...  Cheguei entrar em contato com ela através do Facebook, questionando a acessibilidade, caso fosse fazer algum dos curso que ela oferece na própria loja/ateliê, e logo de cara virei fã... ela foi muito atenciosa, disse que quando quisesse visitar a loja, independente se fosse pro curso ou não, seria bem-vinda, e que qualquer coisa o curso poderia ser no piso térreo. Preciso dizer que fiquei encantada com tamanha atenção e carinho? 
Só quem tem algum tipo de limitação física sabe o que é receber esse tipo de atenção, sem qualquer restrição/preconceito por parte de outras pessoas. 
Passaram  alguns anos, até que surgiu a campanha Costure o Bem... abracei a causa, e mais uma vez entrei em contato com a Lu, pra saber se no dia 07/06 ela estaria na loja, quando gostaria de entregar meus patchs e já aproveitar pra conhece-la pessoalmente... ela, simpática como sempre, disse que neste dia teria compromisso e não estaria na loja, mas deixou o convite pra participar do bazar que teria no próximo final de semana (14/06), e que neste dia ela estaria presente na loja... mas veio a chuva, e o bazar foi transferido pro dia 21/06 ... e desta vez, nem entrei em contato, fiz questão de ir até a loja, e ver o bazar, e se ela tivesse por lá, seria perfeito! 
E mais uma vez Deus disse: - Amém!.... lá estava ela descendo as escadas com a minha irmã, que foi encontra-la dentro da loja, enquanto eu aguardava no carro, na frente do bazar... Não sei vocês, mas sou fã da Ivete Sangalo e conhecer a Lu Gastal foi o mesmo que conhecer a Veveta... só que a Lu é a Veveta do Patchwork... capitch?! kkkkkkkkk Ela me encontrou com aquele sorriso que sempre estampa todas imagens dela no blog... Sinceramente não queria tomar muito tempo dela naquele momento, já que era dia de bazar e a loja estava cheia... mas queria transmitir o carinho que tinha por ela e pelo seu trabalho... e o quanto ela havia sido importante na minha descoberta "do que queria ser quando crescesse" (embora eu já tivesse crescido rsrsrsrs). Também falei o quando a campanha Costure o Bem havia dado a oportunidade de muitas outras pessoas fazerem o bem... não só ajudando na campanha, como a elas mesmas, como o relato de uma senhora de mais de 80 anos... já algum tempo sem costurar, voltou a máquina, só pra contribuir com seus quadradinhos de patchs ♥
Acredito que todas que participaram, se sentiram importantes, eu me senti! 
A moral desta longa história... muitas vezes você pode estar fazendo seu trabalho, seja ele qual for... ou praticando o bem, achando que ninguém está reconhecendo (além de Deus, é claro), quando na verdade você pode tá fazendo uma enorme diferença na vida de alguém, a Lu e outras meninas artesãs fizeram muita diferença na minha vida, me deram um caminho, fizeram me sentir capaz... livre... livre pra criar e isso é uma forma de liberdade... palavra essa tão almejada por qualquer pessoa que possua limitações... Sejam pessoas que inspiram!
Ah!!! Lógico que pedi pra registrar esse momento especial com uma fotinho, né?!