domingo, 14 de setembro de 2014

Com a palavra...

A revista Patch Mix- edição especial Círculo, me entrevistou pra coluna "com a palavra...". Feliz em partilhar com vcs um pedacinho dessa história!  

(foto Glau Macedo)

"Sempre gostei de artesanato, de inventar, de fazer ou tentar fazer diferente. Lembro da época do colégio, quando era obrigatório o uso do uniforme e eu, pequena ainda, matutava de que forma poderia driblar aquela regra e vestir algo diferente. Lembro dessa reflexão, mas não tenho na lembrança se consegui. Acho que chegou um dia em que entendi que as regras do uniforme existiam justamente para padronizar os alunos e ponto final. Sem questionamentos!

Com 13 anos aprendi o tricô - para aquecer no frio gaúcho, tricotei um cachecol e um par de polainas, nas cores laranja e verde-limão (vai entender uma mente adolescente e sua escolha e cores malucas!!). Errei pontos, acertei pontos, e aprendi a brincar co as cores e as lãs... muitos blusões nasceram nos próximos anos. Pintei madeira, bordei ponto cruz e este foi meu segundo contato com os produtos Círculo. As meadas de linha eram cuidadosamente desenroladas e reordenadas numa caixa transparente. Acho que, mais do que bordar, eu gostava mesmo era de observar (namorar mesmo) as cores, as linhas, enfim, de alguma forma me fascinava aquela matéria-prima. Quando eu imaginaria que, tantos anos depois, dividiria minha história com leitoras e artesãs que também se fascinam pelos produtos da marca Círculo!

Eis que o patchwork me encantou - depois de anos abandonei os bordados, o tricô e me dediquei exclusivamente aos tecidos. Mas hoje tenho o prazer de misturar a matéria-prima, me divertir com buscas e mixar, por exemplo, uma flor de crochê, para finalizar uma bolsa em patchwork. Usar as idéias, sem limites, essa é minha busca diária!

Demorei anos para finalmente entender que não apenas gostava do artesanato; o artesanato já fazia parte da minha vida. Demorei para aceitar; demorei para assumir que também poderia ser feliz trabalhando com minhas criações, com minhas mãos, e, o melhor de tudo, inspirar artesãs de tantos segmentos distintos a buscarem seus sonhos! Hoje o artesanato é minha profissão, e disso muito me orgulho!

Obrigada Círculo, que nos inspira diariamente, e conspira para realizar nossas criações artesanais com produtos sempre inovadores, coloridos e incríveis. Sou feliz em fazer parte dessa família!"

3 comentários:

Andrea Poletto disse...

É sempre bom fazermos o que gostamos e melhor ainda se o resultado disso também inspirarem outras pessoas. Amei seu curso na Eduk. Sucesso sempre!

Retalhinho Chic disse...

Então... também já fiz de tudo, cerâmica, biscuit, tenho uma coleção da Agulha de Ouro (ponto cruz), mas o patch quando entra em nossa vida, não tem pra ninguém! Mas sempre dou um jeitinho de inovar o que faço com coisas "que já fazia", e sempre dá certo! Criar é viver!! Beijos Lu! Vy Potel

Arte da Luluzinha disse...

Sucesso sempre! Beijinhos