domingo, 11 de agosto de 2013

Na estrada...

Descobertas, novidades, garimpos... essas são algumas surpresas que uma viagem nos proporciona. Viajar é sempre bom; desvendar o novo, o desconhecido; observar culturas, diferenças, prestigiar artes distintas, curtir a simplicidade de cada local.  As colunas Na Estrada viajam por lugares distantes distantes (ou nem tanto), com novidades do mundo craft em cenas que fogem do nosso cotidiano. E vai dizer que sair da rotina não é tudo de bom?? Portanto, apertem os cintos e carimbem o passaporte -  nossa primeira parada será em Mastricht, na Holanda. Localizada ao sul do país, pertinho da Bélgica e da Alemanha, a cidade recebe diariamente a população e turistas que prestigiam os mercados a céu aberto. Cada dia da semana é reservado à um segmento e reservam surpresas bacanas aos visitantes;  às sextas-feiras é o dia da feira de tecidos e aviamentos. Miscelânea total de cultura e estilos, a praça Markt se prepara desde antes do amanhecer para um dia intenso de “feira livre”, e perto das 17h, antes do sol se por... não há mais vestígios de barracas móveis ou da intensidade cultural que passou por ali no decorrer do dia. 







Caminhar pelos corredores entre as barracas é verdadeiramente uma delícia; há tecidos para todos os gostos, estilos e bolsos (com preços de variam de 7 a 39 euros/metro). Há algodão, linho, organza, paetês; há variedade têxtil para cortinas, há malhas para o comércio têxtil; há aviamentos numa variedade incrível, do botãozinho ao botão macro, guisos, zipers, pedrarias, linhas para costurar, bordar, crochetar. Há... há também bancas que oferecem produtos usados, uma espécie de “mercado de pulgas craft”, onde a gente encontra linhas e botões em perfeitas condições por preços bem razoáveis (os aviamentos na Europa têm preços bastante salgados). Pra quem estiver a fim de garimpar, há bancas com chapéus, roupas “de baixo”(underwear) super básicas, numa extensa variedade de camisetas e calças pra usar debaixo do jeans, em cores preto ou branco; há bancas com bolos maravilhosos (e verdadeiramente deliciosos), peixes, flores. Tudo ali, dividindo o mesmo espaço e público, em total democracia de estilos. 





Ah... barganhar é sempre válido nas feiras, e uma negociação com simpatia e paciência sempre rende um bom desconto! 


(Coluna lugastal - jornal Craft & Cia desse mês)






3 comentários:

Viviane da Rosa disse...

Obrigada por nos mostrar, adorei esse post.

Teresa Aparecida de Aquino Soranso disse...

Nossa, iria amar conhecer uma feira dessas, iria ficar maluca, rsrsrrss Bjs e que sua semana seja doce e colorida!

Roberta Bortoluzzi disse...

Olá amiga, tenho um blog sobre artes em geral, o Agulha e Tricot by Tita Carré, já visitastes?
tens interesse em uma parceria? se tiveres interesse entre em contato comigo, estou te seguindo,beijokas
http://www.titacarre.com