domingo, 28 de julho de 2013

#15daLaurinha

Não sei descrever exatamente qual a sensação de ver o tempo passar dessa forma; talvez ele me tenha escapado muito rapidamente; talvez eu tenha aproveitado cada momento, despercebidamente – prefiro pensar na segunda hipótese. O que acontece é fato: quinze anos se passaram, e eu, que não sou a pessoa mais adepta às datas comemorativas, não resisto e divido com a maior alegria que a Laurinha cresceu (literalmente, afinal, filha de girafa, girafinha é, e ela não foge à regra).

Leonina, de personalidade doce e forte, Laurinha chegou há 15 anos, numa madrugada gelada em Pelotas. Sua espera foi cheia de emoções; seis meses de repouso total aliados a uma vontade indescritível de que aquele bebê fosse guerreiro o suficiente pra ficar lá, quietinho, sem sair antes do tempo. Nesse ínterim passaram-se três estações, uma Copa do Mundo,  muitas tardes de programa de culinária/artesanato com Ana Maria Braga.  Família e alguns amigos se revezavam nas orações e no carinho constante. Tempos em que a internet chegava em linha discada (longe da minha cama e do meu sofá!), tempos de muitos bordados em  ponto cruz, tempos de muitos medos e muitas certezas, tempos em que as irmãs traziam de Porto Alegre uma caixinha de dunkin donuts pra aliviar os desejos da grávida; tempos de estudos – escrevi a monografia da minha pós graduação, tempos de muito chimarrão, afinal, os dias tinham de ser ocupados!

Bom mesmo é pensar que a gente supera as dificuldades, que o tempo passa e que posso hoje comemorar essa chegada, que pra mim, foi uma conquista!



Que Deus te abençoe sempre, meu amor – a estrada parece árdua... mas é  deliciosa! 

Foto Glau Macedo - Quitandoca

8 comentários:

✿ chica disse...

Lu, eu sempre passo por aqui, embora não comente. Qualquer dia te vejo na loja, sou de Poa. Mas hoje, tive que comentar pra deixar os parabéns pra ti e pra tua menininha de 15 anos. Que linda! Beijos, felicidades! chica

Maria Marta Marques disse...

Oi, parabéns para as duas a mãe babona(todas somos kkk) e a filha linda que venham muitos 15 anos ainda tão felizes quanto este que é especial na vida de qualquer mocinha.bjs
Marta

disse...

Como já te disse por e-mail durante esta semana.
"... feliz por você, deve ser mais que especial ver uma filha completar 15 anos, meio menina meio mulher, não sabe como quer ser tratada, é uma loucuraaaaaaa de sentimentos."
PaRaBéNssssss
Beijossssssss

bela silveira disse...

Parabéns minha amiga, um bjo carinho pra ti e pra Laurinha...que ela seja uma girafinha muito feliz!!!

Carol disse...

Eu vivi a emoção de ver o sonho da festa de 15 anos de minha filha ser realizado em janeiro deste ano. Passamos por muitos altos e baixos, superei as dificuldades e as 'profecias' que não se concretizaram: "uma menina que foi mãe aos 17 anos não saberá como educar uma criança. Uma criança cuidando de outra criança". Vencemos e continuamos vencendo.
É muita emoção, é tudo de bom e imagino exatamente como você está se sentindo.
Parabéns para a filha e para a mãe. Muito amor, sabedoria e paz para vocês.
Beijos

HelôZanardi disse...

Parabéns, parabéns!!!
Tudo de bom para mãe e filha!!
E sim é uma benção uma filha guerreira desde a barriga, emocionante. Muitas alegrias!!
Um grande abraço,
Helô

lugastal disse...

Obrigada pelos comentários aqui no blog e mensagens carinhosas que recebi por email! Realmente é uma dádiva celebrar aniversários dos filhos, e quando são datas especiais, melhor ainda! beijos

Anônimo disse...

Parabéns Lu,
Lendo sobre sua trajetória para receber a Laurinha neste mundo eu lembrei da minha. Depois que ultrapassamos os riscos e colocamos nossa criança nos braços nos sentimos elevados. A minha fez dois aninhos e quando fizer quinze vou ficar nas nuvens e com a cabeça zonza de tanto pensar no tempo. Rs
Parabéns para você e pra ela porque Deus fez um trabalho maravilhoso!!!!!!!!
Bjs
Vânia Joly