segunda-feira, 6 de maio de 2013

Patchwork sem tradução - a exposição

Hoje é dia de mostrar a exposição de patchwork do festival de Karlsruhe (Alemanha),  mais precisamente o que a mistura de cores e a criatividade sem limites proporcionam.

Trabalhos tradicionais, alguns milimetricamente e outros despretenciosamente costurados dividiram os corredores da exposição com propostas absolutamente contemporâneas, desenvolvidas com tecidos naturalmente tingidos, carimbados, rebordados. Outras peças foram produzidas em cetim, e pra minha surpresa ficaram lindas – o brilho do cetim foi cuidadosamente trabalhado de forma a não mascarar à beleza do patchwork.

Meu momento “suspiros” foi para os panôs em tecido liso com quilt livre colorido – uma verdadeira viagem rica em detalhes,  muitos deles com linhas em cores harmoniosamente diversas.

Um detalhe bacana dessa mostra é que, no salão principal, onde a mesma aconteceu, havia iluminação natural, vinda de grandes janelas laterais  que rodeavam todo o espaço, e essa luz ofereceu nuances verdadeiras e lindas às peças apresentadas. 


(amei, gamei, surtei!)









 




(momento tiete, afinal, viajei muito pra chegar lá!)


2 comentários:

Mi disse...

Lindos lindos! De fato, esse de cetim ficou deslumbrante... Aliás, difícil dizer o que ficou deslumbrante... Tudo...
Lu, você chegou à ver que um patrocinador da Burda Alemã está fazendo um concurso cultural sobre o Brasil? Estamos em alta!! rs
Bjs,
Mi
http://www.burdastyle.de/aktuelles/arqueonautas-special/

luciana garcia disse...

puxa que máximo!!! cada coisa lindíssima!! bjs