quarta-feira, 1 de maio de 2013

Patchwork sem tradução

Nos últimos dias de abril o Kongresszentrum de Karlsruhe (Alemanha) se transformou num paraíso para amantes de patchwork e needlecrafts (trabalhos manuais com agulha). Mais de 130 expositores de oito países apresentaram suas cores com vasta exposição de tecidos, fios e linhas, máquinas de costura, lã, projetos e acessórios. 

Havia muitas opções para criações de patchwork com cores intensas, do jeitinho que eu adoro, mas confesso que meu coração disparou diante das propostas de decoração onde o vermelho reinou absoluto - dos bordados redwork às inúmeras sugestões de peças em feltro, feltragem e ponto cruz. Aliás, pra quem aprecia bordado, a riqueza de detalhes e bom gosto era incrível. 

Me surpreendi com a variedade em galões - aquelas fitas bordadas a máquinas que dão acabamentos em peças diversas - havia para todos os estilos, gostos e bolsos. O mesmo a dizer sobre os tecidos, a variedade era fantástica, também para todos os estilos, gostos e bolsos - os  tingidos artesanalmente ganharam espaços nobres pela feira. Em relação aos preços, digamos que para nós, brasileiros, comprar tecidos e aviamentos em euro não seja fácil - os preços são realmente salgados. Um carretel de linha, que no Brasil custa em torno de 2 reais, era vendido por 6 euros.   

O que me chamou a atenção e identifiquei como a maior tendência do mercado têxtil-patchwork europeu foi o chamado leinenoptikstoffe  - um tecido mesclado com a ótica do algodão e linho. De beleza explícita, e preços igualmente salgados (os meus mais verdadeiros suspiros para as opções em estampas de kombi  - eu verdadeiramente adorei!).





  








O contexto cultural é um dos aspectos mais bacanas de participar de uma feira internacional. A diversidade é, sem dúvida, uma troca constante de informações! 






6 comentários:

Aninha Costa disse...

Um encanto! Quanta coisas linda, estes galões bordados a máquina eu tenho alguns pedaços que minha Mãe me deu muito antigos(risos) ela chama de ponto russo, é sempre muito bom acompanhar você e muito obrigada por deixar um comentário no meu Blog, confesso que fiquei emocionada e muito, mas muito feliz, me senti especial pois sei o quanto é corrido para ti, que Deus abençoe beijos.

Pri disse...

Lu,
Galões são ribbons (inglês)?
Aqui na Alemanha chamamos de Webband.
Não conhecia no Brasil, minha vida de costurinhas começou aqui.
Eu compro bastante.
Será que os preços não estavam salgados porque era numa feira? O fator câmbio complica também, acho.
Adorei esse post, principalmente no final, que dá uma dimensão de como as feiras brasileiras estão em comparação com as internacionais.
O medo de cópia é grande, até entendo que eles não permitam fotografar.
Deve ter sido muito bacana.

Obrigada pela visitinha no meu blog!!♥
Eu não posso ir nesses eventos ultimamente porque tenho um filhinho de 2 anos, mas quem sabe um dia não encontro a Ciane pra dar um super passeio desse também?

Beijos.

disse...

Obrigado por compartilhar, tudo muito LINDO. Os galões são especiais né, tenho 03 peças de galões que minha mãe guarda a muitoooo tempo, ta chegando a hora de ser utilizado, são lindos não merecem ficar guardados por mais tempo.
Beijos.

By Neymes disse...

I LOVE PILHAS DE TECIDOS E ROLOS DE SIANINHAS,TUDO DE BOM LU.BEIJOS.VALÉRIA.

Arnaldo Barreto disse...

Por favor, procuro por fita galão de 3 a 5 cm, para um trabalho urgente. Precisa ser colorida, anos 60 70, mosaico preferencialmente. Onde consigo encontrá-la? Resido no interior de SP, e por aqui é impossível. Caso alguém possa, escreva-me (mundodasletraz@gmail.com), com Z no final.
Obrigado.
Arnaldo

mdf disse...

Que lindo os trabalhos!
muito chique.
abraço de www.centralcaixas.com arte em mdf!!!