quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

volte às aulas com estilo!

       "A hora da nostalgia": quem não lembra daquele pedido especial de 9 entre 10 professoras, quando chegávamos de volta ao colégio: a redação "minhas férias"! E daquele dia único e especialíssimo, quando íamos comprar o material escolar (no meu caso, era um momento de êxtase)! Ah... tempo louco que não volta!

       Mas as gerações vão se renovando, e o momento "volta às aulas" é sempre especial. Pelo menos no meu lar, as meninas aguardam ansiosas pela compra dos livros e material escolar (embora torçam o nariz para meus palpites maternos de que devem reaproveitar tudo o que puderem do ano passado!).

       Prá decorar a linha volta às aulas lugastal, reproduzi uma espécie de panô, num composê de fuxicos e tabuada! Os fuxicos eu já tinha, foram feitos pela amiga Sílvia


        É claro que não consegui seguir à risca o projeto com apareceu na revista espanhola Pathwork Secrets - comprada na livraria Saraiva, por uma simples razão: não resisto e reproduzo ao meu estilo! Mas ficou tão fofo quanto na publicação, com uma "pitadinha" de cores! hehehe!


(panô feito em "mutirão" por mim e Didi, na tarde do último domingo!)

       Encantada num estojão da minha filha, no final do ano passado começamos a produzí-lo em tecido, com a ajuda da "criadora" do mesmo. Logo os lápis e canetinhas mancharam e sujaram o charmoso paninho, então o estojão sofreu uma "melhoria", e agora está forrado com plástico, por dentro e por fora, a prova de manchas e sujeiras! No meu caso, como não carrego na bolsa nada além do trio lápis-caneta-agenda, um estojão ocuparia muito espaço, mas eu o adaptei em minhas viagens, e ele passou a ser minha necessaire "cabe tudo"!
      Minhas latinhas recicladas já são tradicionais por aqui, inclusive já foram destaque numa publicação sobre reciclagem, do jornal Correio Braziliense, há algum tempo atrás. Como consumidora fiel do bom e velho Nescau (que não abandono há quase quatro décadas), arrumei uma  forma de reciclar as embalagens do achocolatado que sempre me deixa tão feliz!


     Além dos estojões e latinhas recicladas, a linha volta às aulas LuGastal 2011 trouxe também capas de livro/agenda, em composição com as super práticas e úteis lanche bags.







       Alô gurizada: se sua mãe alegar que não se precisa comprar mochila nova esse ano, não bata o pé! Aceite, na condição de ganhar um ítem lugastal para garantir o charme de seu retorno à escola!
       Calma gente... quem for grandinha também pode ter um produto dessa linha na bolsa; tá difícil resistir!

Faça vc mesma: FRASES CRIATIVAS!

         Alô meninas ligadas no mundo craft, que tal produzir uns mimos bacanas?

         O passo a passo das frases LuGastal foi publicado no jornal A Notícia, de Joinvile, na coluna Baú de Idéias (Michele Nunes). Tá dada a dica! Ficam super mimosas se usadas em embalagens de presente, como marcadores de livro, prá pendurar num puxador de gavetas, etc.

        Está é uma sugestão  de reaproveitamento de seus materiais craft; vale usar retalhos, pedaços de renda, fitinhas de cetim, grelôs (aqueles fios de bolinha coloridos), gregas bordadas. Procure as frases que mais tocam seu coração, trechos de músicas, enfim... use a imaginação e mãos à obra !


segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Sonho grande !

              Em novembro do ano passado, comentei aqui que achei uma matéria muito bacana na revista Endeavor, falando sobre "As 5 regras do jogo".  Na época, falávamos sobre trabalhar com o coração, e a primeira regrinha básica era, justamente, o BRILHO NO OLHAR! Várias pessoas escrevem pedindo informações sobre essa matéria, e acho que a revista não é comum nas bancas. De qq forma, assim começava:

 "Não existe receita mágica para se tornar um empreendedor - ainda mais um de alto impacto, aquele com capacidade para revolucionar o mercado e até a economia do país com o lançamento de um novo produto, serviço ou tecnologia. Mas eles existem e são responsáveis pela criação e gestão de grandes corporações como Natura, Gerdau, Rede Globo, EBX e Pão de Açúcar, entre tantas outras.O que muita gente não percebe é que um dia essas companhias, que geram milhares de empregos e lideram seus segmentos, já foram pequenas. Elas nasceram do sonho de alguém que teve coragem, segurança e disposição para apostar nele. Muitas vezes arriscar tudo - dinheiro, emprego, tempo, reputação. Pessoas que, durante a caminhada, não se furtaram de ir para o tudo ou nada e, acima de tudo, acreditaram em si mesmas.O percurso trilhado por esses empreendedores é singular. Cada um enfrentou obstáculos próprios ao negócio e buscou as melhores soluções. Mas uma coisa têm em comum: seguiram uma cartilha de 5 valores que formam a essência do empreendedorismo de alto impacto. São eles: brilho nos olhos, sonho grande, inovação, botar prá fazer e ética. "

Pedro Luiz Passos, co-presidente do Conselho de Administração da Natura, comenta que "precisamos é de quem tenha esses valores essenciais, mais do que na cabeça, no coração e no estômago, adquiridos so longo de sua história, das opções que foram feitas na vida". Para Luiza Trajano - presidente da rede Magazine Luiza, os valores do empreendedorismo não são uma prática esporádica; "são valores que recebemos do berço e que só se concretizam no dia a dia em relações permeadas pela honestidade, transparência e verdade. É um exercício que deve ser feito o tempo todo, em casa, na rua, no trabalho, com amigos, clientes, fornecedores e desconhecidos", afirma ela.

                Então, hoje, Tia Linha nos trouxe o segundo valor: SONHO GRANDE!

 Além do brilho no olhar e da satisfação com o que fazem, os empreendedores de alto impacto estão sempre pensando grande. Sim, pois eles sabem que para crescer é preciso partir de um sonho enorme e sempre querer mais e melhor. Defina suas metas e aonde vc gostaria de chegar. E acredite: sonhar grande é muito mais divertido do que sonhar pequeno - e dá exatamente o mesmo trabalho. Quando se sonha grande, os obstáculos ficam pequenos.
 Ao sonhar grande, o empreendedor consegue enxergar oportunidades onde os outros só veem rotina. Mas atenção: sonhar grande não diz respeito a aspectos materiais, como destaca Pedro Passos. "Não se trata de sonhar em ser o maior em seu ramo de negócios, de bater a concorrência e alcançar liderança no mercado", diz o executivo da Natura. "É uma questão de encontrar um significado maior no que se faz, como realização pessoal e, também, como algo relevante para as pessoas que o rodeiam, para o país".

              Não é um texto bacana? O que tu achas de uma pausa na rotina pra refletir um pouquinho sobre isso? Que tal colocar em prática dicas de empreendedores de sucesso e líderes de mercado; afinal, como diz a própria matéria, eles também já foram pequenos!

              Na próxima segunda-feira, Tia Linha trará as dicas dos 3 últimos valores descritos nessa matéria: botar pra fazer, inovação e ética! Até lá!

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

de satolep para a capital!

                   Porongos, em união com tecidos e histórias; um misto de estilos e resgate puro de emoções. Assim recomeçamos a semana (depois de um feriadinho em plena quarta-feira) com as boas energias e estrelas enviadas diretamente do destempo de Madu Lopes!

                    Prá receber com o carinho que merecem as peças vindas de Satolep,  misturei um pedacinho de cada "saudade";  máquina de costura da minha bisavó e uma miniatura (de infância) da sogra;  maleta de viagem que acompanhou minha mãe na lua de mel, e heranças do vô. Entre carretéis e botões que faziam parte da alfaiataria Rodolfo Neumann, aviamentos mais contemporâneos entraram em cena prá contrapor ao retrô.

                    Costureiras, tricoteiras, matrioskas e outras figuras femininas com olhares que remetem à algum lugar repleto de nostalgias; e  um lugarzinho especial  reservado aos exemplares de São Francisco!











                           
Valeu, Madu, obrigada por colorir esse momento!