sábado, 13 de agosto de 2011

na terra de Botero, gula não é pecado!

Semana passada tive a oportunidade de conhecer Bogotá; andei, caminhei, olhei, passeei e fotografei muito ( há mais posts rascunhados). Conversando com a amiga fotógrafa-cozinheira-de-mão-cheia Glau, decidimos trocar posts... eu mandaria fotos das minhas andanças colombianas, e a contrapartida dela  será vista nos próximos dias! Passa lá no QUITANDOCA  pra conhecer um pouquinho mais sobre os hábitos culinários colombianos!

O título do nosso post foi dado em homenagem à Fernando Botero, pintor e escultor colombiano, que retrata figuras humanas gordinhas - verdadeiramente "a vida como ela é". No centro cultural colombiano, chamado Candelária, há o museu que leva seu nome, numa vasta casa tipicamente colonial que abriga, em seu acervo, peças de Miró, Picasso, Matisse, entre suas releituras e obras próprias (não há como percorrer os corredores sem sentir a alegria daquelas obras). Li um post muito bacana sobre ele: Botero, um artista vivo (vale a pena).

 
Em Bogotá, no único dia em que tive a companhia querida do marido (ok, ele foi trabalhar, e eu passear), o convidei para subir o Cerro de Monserrate, considerado o santuário dos colombianos. Programa perfeito se ele não tivesse aversão à altura, mas seu lado aventureiro falou mais alto e ele topou espontaneamente me acompanhar. A subida íngrime é feita por funicular ou teleférico - optamos pela segunda opção. O que eu esperava encontrar lá no alto do morro era, além de muito vento e do santuário, um visual completo da plana capital colombiana, que realmente superou minhas expectativas por tamanha beleza. Mas felizmente me enganei, havia muito mais do que essa paisagem fantástica!
   
Olhei para todos os lados possíveis, fotografei, e é claro entrei na igreja para agradecer àquele momento e pedir saúde aos meus. Depois, já pensando em me despedir do local turístico, o marido avista um corredor cheio de barraquinhas de artesanato - momento de êxtase para uma crafteira! Percorri sem pressa cada um daqueles pequenos espaços, e o que vi lá foi um belo artesanato, totalmente produzido na Colômbia - nada de mau gosto; nenhum produto chinês, e sim peças típicas e muito, muito coloridas. Eis que uma feirante me ofereceu uma pequena xícara de chá, envolta num copinho protetor do calor... sorri, era o famoso e quentinho chá de coca , que caiu com perfeição naquele finalzinho de manhã ventosa. E de repente, quando pensava que as barraquinhas estavam chegando ao fim, havia outras com comidas típicas; e o casal não resistiu... em pequenos ambientes muito simples e rústicos, é oferecido o que há de melhor na culinária colombiana, as fritangas - alimentos fritos ( banana, batata, embutidos e algumas vísceras). A banana leva um nome especial - Puerquitas, e é frita e recheada - eu provei com goiabada e queijo mas prefiro a brasileira banana à milanesa.

(chá preparado com folhas de coca e canelazo, que dá um gostinho doce)

 (têm mais fotos no quitandoca)!

Tive vontade de provar outras novidades, mas a coragem também não foi das maiores (ousadias e desconhecidas experiências gastronômicas me dão um certo receio!!!). O almoço foi sopa de legumes com batata e abacate (que provei e aprovei), e ainda me esbaldei numa espiga de milho assada -os grãos são graúdos e muito saborosos. (trouxe na mala um pacotinho de formigas salgadas, os nativos asseguram que é delícia pura – pretendo provar, não prometo!!!).



Na descida, pausa para uma foto com a lhama - ouvia dizer que elas cheiram mal e cospem na gente, mas essa tinha o pêlo bem macio e fino, sem cheiro, e se comportou super bem! Descubra quem é quem!


Aguardem... o café colombiano!

6 comentários:

Katima disse...

Oi, Lu.
Obrigada pela visita. Imagino como deve ser maravilhoso passear por uma feirinha de artesanato por lá, afinal eles são muito talentosos. Vou aguardar o post sobre o café, afinal dizem ser o melhor do mundo.
Vejo pelo seu sorriso nas fotos que a viagem foi ótima, então tenha também um belo domingo dos pais.
Beijos,Kátima.

Ju Padilha disse...

ai Lu,
adorei ver as fotos!!!! vou aguardar pelos próximos post rascunhados!!!
beijinhos!

Flávia Mergulhão disse...

Que parceria maravilhosa!
Aguardo os proximos posts!
Bjos :)

Ana Christina S. e Tetê disse...

Lindo passeio! Coisa boa aproveitar a vida viajando, curtindo boas comida e compartilhando experiências! Adorei!!!

IARA NALU disse...

Lu, como é bom conhecer outros lugares, mesmo que virtualmente...Texto legal, fotos lindas, parabens....
Obrigada por emprestar seu olhar....

Amora Doce disse...

Oi Lu!
Obrigada por compartilhar as fotos maravilhosas conosco!Serve de lição pra quem acredita que lugares bonitos só existem na Europa ou na América no Norte!

Beijos,
Tânia Schoenfelder