quarta-feira, 30 de março de 2011

Eu dedico...

 
 
           Muita gente por aqui sabe que na semana passada fiquei mais velha, ou renasci, para os que adotam a  teoria de que a vida começa aos 40! Na verdade, sinceramente pensando, acho que essa afirmação  não é nada mais do que um blá blá blá inventado por algum quarentão desanimado com a nova idade... mas não é meu caso!

          O birthday se estendeu por quase 4 dias, e como diriam meus conterrâneos de descendência alemã, foi um verdadeiro kerb em lugares diferentes! Começou em Porto Alegre, se estendeu em Pelotas e prolongou-se até Cachoeira do Sul... quase 1000 km rodados em 3 dias (eu a-do-rei)!


            Não escrevo hoje prá mostrar os presentes mimosos que recebi, embora tenha vontade de fotografar, um a um, mas farei em tempo! Cada surpresa, cada pacotinho que chegou em mãos ou pelos correios, cada mensagem no celular, blog, facebook, twitter, cada sorriso, beijo ou abraço apertado me foi muito importante nessa data querida. Todos os gestos chegaram muito bem, simplesmente porque esse  ano faltaram dois telefonemas que me eram religiosamente feitos nas manhãs dos dias 26 de março - das minhas avós!  Uma delas estava sempre 50 anos à minha frente, então sempre comentávamos que ela nunca esquecia minha idade (e esse ano, poucos dias antes de comemorarmos seus 90, ela foi embora). A outra vó era uma das poucas pessoas que conheci que curtiam tanto o seu aniver... aquele seu dia era esperado por muito tempo - era um dia para celebrar com as amigas e comer muitos doces (o que, inclusive, fizemos no ano passado, quando foi seu primeiro aniversário longe de nós).

             Lembrei de 3 anos atrás; eu havia viajado a trabalho para a chuvosa Manaus, e passar aniversário num lugar onde não se conhece ninguém é, digamos, um tanto vazio! Depois dos meus compromissos de trabalho, troquei de roupa e fui "comemorar" à minha moda, passeando pelos estreitos corredores do mercado público da capital do Amazonas, olhando os costumes e as tradições dos vizinhos tão distantes. Eis que meu celular toca; era a Norminha... e, naquele papo de neta e vó, no maior estilo "está chovendo aí???", ela, sem pestanejar, perguntou quantos anos eu fazia, e quando respondi 37;  e ela, sem titubear, retrucou "nossa, querida, tá ficando velha!!!!!".  Prometi naquele exato momento que o mesmo comentário seria feito a ela em sua próxima comemoração! (risos... ela achou a maior graça a sua super sinceridade daquele momento!).

            Pois então, minhas avós não moram mais aqui, e foi elas que eu dediquei meus 40 anos! Entre as lembranças queridas, uma me ensinou a segurar a agulha e costurar roupinhas de boneca Susi, enquanto o legado da outra foi que de o aniversário da gente é, sim, uma data a ser comemorada, principalmente quando temos saúde, amigos, e sobretudo, um bom e gostoso doce à mesa!


            E para dias de festa, nada melhor do que usarmos nossa melhor louça... e foi exatamente o que fiz! Só tenho uma peça de cada (as demais foram divididas com as irmãs e os primos),  mas trazer um pouquinho dessa história me deixou feliz, principalmente para decorar a mesa com os doces (trazidos de Pelotas),  além dos brigadeiros com diversos e deliciosos sabores- presente super especial do Ateliêr de Brigadeiro (quem esteve na loja pôde provar a bisnaguinha de negrinho!!!!).


(e aqui um toque feito à 4 mãos de fada, digo, de filhas!!!)



16 comentários:

Tricia disse...

Ai, Lu, que post mais lindo... até chorei acredita? Que bacana dividir suas recordações de família. Tenha certeza que vc foi uma neta muito querida por elas. Super beijo cheio de saudades. Tricia

Marta Basteiro disse...

lindo post, como já te disse outras vezes escreves muito bem, emocionou , tocou o coração afinal... falar em avó, é sempre voltar muitos anos atrás e reviver momentos únicos!
bjos

Rejane disse...

Parabéns, Lu! Muita saúde, paz, amor e sucesso! Amei a dedicatória às suas avós! Meu avô fará 90 anos! Não vejo a hora de ir à Pelotas, passar uns momentos com meus avós! Beijão Rejane

Márcia Martins disse...

Amei o seu post, como todas, fiquei muito emocionada, relembrei (ou melhor, nunca me esqueço) da minha querida avó paterna, alguns diziam que eu era a preferida, até acho que era, mas era uma super companheira, confidente, enfim, até hoje converso com ela, sabe aquelas horas em que vc quer esganar todo mundo, eu olho pra foto dela e vejo ela me olhando e me pedindo pra ser tranquila, que tudo passa, que a melhor coisa no mundo são os filhos, mesmo que deêm muito trabalho. Enfim, desejo , como já te disse, muitas felicidades e mais sucesso, vc merece.
Beijinhos
Márcia Martins Maguetas

NEGAMADA disse...

Oi Lu, que singelo seu post, que bom que vc tem estas doces lembranças de suas avós, tomara que um dia meus netos lembrem de mim desse modo.Quanto aos seus quarenta´parabéns, é uma nova fase que inicia e vc irá aproveitá-la com sucesso e criatividade. Bjs, Madalena.

Anônimo disse...

Conheci seu trabalho a pouco tempo, através do Dotam
n. Fiz a maça e apliquei numa cortininha xadrezinha e ficou a "nossa" cara.
Parabésn e chuva de bençãos de Deus pra vc.
rita de cassia
joão monlevade MG

Denise disse...

Oi Lu, lindas palavras..me emocionei, pois minha querida vó que também me inspirou muito nas costuras, já se foi e ficou uma saudade tremenda e uma vontade danada de comer aquela cuca de natal que só ela fazia... Grande abraço pra você e feliz 40, eu também fiz só que em novembro e te digo que a vida começa ou continua a todo instante, somos nós que criamos nossos belos momentos. Bjs querida e continue iluminada e iluminando nossas vidas!!!

Cici Augusta disse...

Oi Lu... lindo post!!!!
Lembrar histórias de vó é muito bom!!!
Queria eu ter essa intimidade com as palavras.
Você escreve divinamente.
Bjus.

Juliana Contezini disse...

Lu !! Somos do mesmo dia !!!

Vanessa Maurer disse...

Bisnaguinha de negrinho? Morri!
Que aniversário mais bacana esse ano hein boneca? E aquelas embalagens no prato, cheia de botões de florzinha envolta? Super fofas...
Tenho certeza de que a espiritualidade acolheu muito bem as duas vovós fofoletes... e de lá de cima agora, elas olham por ti, acompanhando a tua caminhada!
bjo bjo
Van

bela silveira disse...

Que delícia esse teu relato... é a melhor forma de matar a saudade, lembrar dos bons e inesquecíveis momentos... Eu tbém adoro meu níver e bem comemorado...risos
Uma ótima tarde!
Bjos garota!!!

Anônimo disse...

Boas lembranças nos fazem mto bem,infelizmente não conheci minha avó materna,sei q era uma mulher corajosa e com mta fibra,e pelo q minha mae sempre conta,tenho mta coisa dela,q ela esteja sempre com os anjos!
Quanto doce gostoso...fotos apetitosas!Parabéns atrasado...e mulheres d 40 são mto sabias,lindas e gostosonas,hhehehehhehehe!!!
bjos e abraços!
Adri Campos

Katima disse...

Lu parabéns, tenha muita saúde para continuar sua trajetória com mãe dedicada que sei que é, e continue essa pessoa que trata todos que a cercam com atenção e carinho.
Beijos Kátima

Lembra que aprendi o gatinho para a festa da Laura, postei parte das peças ontem.

Laély disse...

Ei, Lu!
Parabéns atrasado!
E eu, que já passei dos 40 há quase 3 anos, afirmo: não doi nada! rs
Você entrou para a seleta lista das mulheres maduras, e lindas! rs
Sabia que sou de Manaus? Morei lá minha vida toda, mas a cidade está bem diferente, cresceu!
Deveria ter-se dado o presente de tomar banho de cachoeira em Presidente Figueiredo: é um lugar inesquecível! Ops! Mas estava chovendo...
A mesa ficou linda!
Um abraço!
(Orgulho-me de tê-lo dado pessoalmente, principalmente em alguém, iluminada como você!)

Rosana Remor disse...

Querida Lú,seu blog é tudo de bom!A LÚcia do Calma que estou...foi quem me indicou e sugeriu que eu participasse do concurso de PÁSCOA,SE GANHAR FIREI FELIZ,MAS SE NÃO GANHAR,FICAREI TAMBÉM!!bEIJOS!!

Rosana Remor disse...

Querida Lú,seu blog é tudo de bom!A LÚcia do Calma que estou...foi quem me indicou e sugeriu que eu participasse do concurso de PÁSCOA,SE GANHAR FIREI FELIZ,MAS SE NÃO GANHAR,FICAREI TAMBÉM!!bEIJOS!!