domingo, 21 de fevereiro de 2010



Enquanto meu lar descia o Brasil no maior estilo "Chapeuzinho Vermelho" (literalmente, pela estrada afora), recebi essas fotos escaneadas, de uma matéria publicada na Revista do Correio - edição dominical do Correio Braziliense, de dois domingos atrás.
É claro que imediatamente a saudade apertou... estava começando minha mudança quando a redação do jornal ligou pedindo prá fotografar um ambiente da minha casa, pois preparavam a matéria sobre a casa dos artesãos. No momento hesitei, pois o lar já vinha pouco a pouco sendo desmontado, mas living/sala de jantar ainda estava intactos. Assim, recebi a equipe do correio, e enquanto conversávamos e as fotos foram feitas, deu tempo da gente tomar um cafezinho com docinhos de Pelotas, presente que eu havia ganho um dia antes.
Fiquei surpresa com a matéria, sobretudo pelo texto, pois traduziu exatamente o que eu prezo: a simplicidade e o resgate da história.
Adoro meus presentes "herdados", aqueles que trazem, além da beleza, um pedacinho do passado. E nesse caminho, curto demais trabalhar na bancada de costura do meu avô Rodolfo, que era alfaiate; reunir a família em torno da sala de jantar que era dos meus sogros, quando o Claudio nasceu, no Chile, e daí por diante. A maioria das peças antigas me foram presenteadas, outras adquiri nas minhas "andanças".
O antigo sempre cai bem ao novo, e cabe aquem curte associar e curtir um pouquinho dessa história!
Demorei duas semanas prá mostrar as páginas, pois na mudança fiquei totalmente OFF, por falta de tempo, disposição e internet. Então, aqui está a publicação do Correio, mostrando um pedacinho do meu lar braziliense!

7 comentários:

Bia Cardeal disse...

Lindo seu ninho de aconchego! Amo todos estes detalhes tbm! E coisas antigas, que a gente herda ou adquire pelas "andanças", vão conrtando tbm parte de nossa história... Tenho certeza que aí no RS outra vez, tua casa será tão ou mais linda que a anterior, simplesmente porque é teu retrato! Bjs!
Bia

Sandra Negrão disse...

Eu adorei conhecer um pouquinho mais de vc e da sua casa (mesmo sabendo que essa já não era mais a sua). Tenho certeza que o seu novo lar será tão lindo quanto...
Parabéns pela entrevista!
Muito sucesso pra vc.
Beijinhos.

Simples Assim disse...

Oi Lu, parabéns! Lindo mesmo. Tenho certeza que a nova produção na casa do sul ficará igual ou até melhor.Bjo grande!
Ah! Recebi a Make e a sua reportagem tá fantástica! Amei.
Samara

Mara Porto disse...

OI Lú, adorei ver sua casa lá de Brasilia e agora que está aqui no sul, claro que vc vai decorar lindamente como tudo que vc faz, bjkas.

Eliane disse...

Oi Lu, como vai?
Sua despedida de Brasília não poderia ter sido melhor. Literalmente "fechou com chave de ouro", muito lindo parte do seu lar ser registrado em uma revista, ficará para a eternidade, muito poucos tem esse previlégio. Parabéns! Bjs e até breve.

Márcia Palamim disse...

Oie Lu!!!!
Deve dar uma saudadezinha mesmo....
mas tenho certeza que você deve estar a mil para deixar tudo bem arrumadinho outra vez, na sua nova morada.
Estou acompanhando os capítulos da sua mudança e fico aqui pensando e solidarizando com você. Aff! Mudanças dão um big cansaço!!! Mas o bom é que passa.
Boa sorte e muita energia!!!
Beijinhos carinhosos!
Ah, uma perguntinha: você estara na feira de patch de sampa em abril???

Laély disse...

Vi você na última Make. é uma revista linda, assim como tudo que mostra por lá.
Abraço!