quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

FELIZ OLHAR NOVO!

Recebi esse texto pela web de uma amiga querida. Não sei quem escreveu,mas deixo aqui porque li e achei super legal!
FELIZ OLHAR NOVO!

"O grande barato da vida é olhar para trás e sentir orgulho da sua história.
O grande lance é viver cada momento como se a receita de felicidade fosse o AQUI e o AGORA.

Claro que a vida prega peças. É lógico que, por vezes, o pneu fura, chove demais..., mas, pensa só: tem graça viver sem rir de gargalhar pelo menos uma vez ao dia? Tem sentido ficar chateado durante o dia todo por causa de uma discussão na ida pro trabalho?

Quero viver bem! Este ano que passou foi um ano cheio. Foi cheio de coisas boas e realizações, mas também cheio de problemas e desilusões. Normal. As vezes a gente espera demais das pessoas. Normal. A grana que não veio, o amigo que decepcionou, o amor que acabou. Normal.
O ano que vai entrar vai ser diferente. Muda o ano, mas o homem é cheio de imperfeições, a natureza tem sua personalidade que nem sempre é a que a gente deseja, mas e aí? Fazer o quê? Acabar com o seu dia? Com seu bom humor? Com sua esperança?

O que desejo para todos é sabedoria! E que todos saibamos transformar tudo em boa experiência! Que todos consigamos perdoar o desconhecido, o mal educado. Ele passou na sua vida. Não pode ser responsável por um dia ruim... Entender o amigo que não merece nossa melhor parte. Se ele decepcionou, passe-o para a categoria 3. Ou mude-o de classe, transforme-o em colega. Além do mais, a gente, provavelmente, também já decepcionou alguém.

O nosso desejo não se realizou? Beleza, não estava na hora, não deveria ser a melhor coisa pra esse momento (me lembro sempre de um lance que eu adoro): CUIDADO COM SEUS DESEJOS, ELES PODEM SE TORNAR REALIDADE.

Chorar de dor, de solidão, de tristeza, faz parte do ser humano. Não adianta lutar contra isso. Mas se a gente se entende e permite olhar o outro e o mundo com generosidade, as coisas ficam bem diferentes.

Desejo para todo mundo esse olhar especial.

O ano que vai entrar pode ser um ano especial, muito legal, se entendermos nossas fragilidades e egoísmos e dermos a volta nisso. Somos fracos, mas podemos melhorar. Somos egoístas, mas podemos entender o outro. O ano que vai entrar pode ser o bicho, o máximo, maravilhoso, lindo, espetacular... ou... Pode ser puro orgulho! Depende de mim, de você! Pode ser. E que seja!!!

Feliz olhar novo!!! Que o ano que se inicia seja do tamanho que você fizer.

Que a virada do ano não seja somente uma data, mas um momento para repensarmos tudo o que fizemos e que desejamos, afinal sonhos e desejos podem se tornar realidade somente se fizermos jus e acreditarmos neles."

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

minha primeira exposição individual!


Depois de muita vontade e muito trabalho, finalmente chegou o dia! Fruto de um trabalho desenvolvido com o designer Luis Galvão no decorrer desse semestre, minha "horta"está LINDA e exposta a partir de hoje na loja Linea D'Oro - shopping Casa Park.
Estou feliz e orgulhosa!
As frutas e legumes ganharam uma releitura e foram desenvolvidas com tecidos nobres e acababemento super detalhado.
Hoje a partir das 18h!

Apareçam!

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

santa is coming...


Não adianta, todo ano é a mesma conversa... o ano só começa em março (embora na minha casa janeiro e fevereiro são sempre meses corridos com volta às aulas, compra de material escolar, uniforme, blá blá blá). Depois, chegam os comentários "ai que horror, já é dia das mães". Quando acaba a lavagem cerebral do comércio das propagandas que insistem para que a população troque toda a linha branca das cozinhas... são joão e suas deliciosas receitas. Aí, férias de julho, e dia dos pais. Nem mesmo tem-se descanso, e lá vem o dia das crianças... E como diz uma prima da minha sogra, "quando chega agosto os sinos começam a rebimbar"... PIMBA! É o comentário mais certo do mundo. Agosto chega e o segundo semestre voa.
Agora, acabou literalmente o ano. O que não se fez até agora não se faz mais. Quem quiser correr e ainda tentar realizar algum desejo muiiiiito especial, tem que se apressar. Porque a partir de 1º de dezembro todos os olhares são voltados para as festas, recessos e presentes de natal.
Aqui em casa, depois de um fim de semana prolongado e muito movimentado (hoje era feriado por aqui), a semana recomeça com jeito de fim de ano. Desde sexta estou imersa em apresentações de final de semestre, dança de salão, street dance... e quem mandou ter filhas.... digamos que "energéticas". E, num fim-de-semana bastante atípico, devem ter passado pelo nosso modesto lar, nesses últimos dois dias, umas 45 crianças e pré adolescentes sedentos por diversão e despedidas pré férias.

Nossa árvore já tá montada (ufa... uma coisa a menos prá ser feita!); as crianças já se preparam para as férias, e o ateliê está todinho bagunçado com tons vermelhos predominando os quatro cantos!

Ando meio enrolada nesse 2009. Algumas mudanças chegaram de surpresa, e os dias parecem que têm menos horas do que eu precisaria nessa época corrida. Por isso, muitas vezes não tenho conseguido fotografar tudo o que gostaria. Mas saibam que os enfeites Lu Gastal estão prontinhos! Todos na Casa Quilt, na 201 norte.
E, em meados de dezembro, o site entrará no ar! U-HU!

Pode chegar, Papai Noel!

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Pinheiro de Natal




Todo ano é a mesma história... os meses passam e quando a gente vê já é época de Natal!
Quando as crianças eram menores, eu costumava arrumar o pinheiro em meados de novembro. Mas com a loucura da vida a arrumação foi adiada a cada ano, e esse ano, em especial, "me puxei" prá não deixar entrar o dezembro sem nossa árvore com luzinhas brilhando na sala.
Todo ano é a mesma coisa: o que farei, o que arrumarei? Sabem que uma árvore Lu Gastal não pode ser igual à outra... risos!
Já montei árvore com as Barbies princesas, já teve a árvore do cerrado, com anjos flores secas de Brasília, a árvore botânica, com frutas e legumes, a árvore de biscoitos de mel (essas duas fotografadas pelo Correio Braziliense nos últimos dois anos). Então esse ano foi a vez de homenagear as coisas boas da vida: família e guloseimas!
O primeiro passo foi separar fotos legais da casa (não esquecendo os cachorros, a gata e o papagaio, que integram o lar dos Gastal). Depois, peguei vários cortadores de biscoitos de mel, e recortei as fotos para que ficassem dentro deles. As bolas usadas eu já tinha, vieram de uma viagem que fizemos há anos atrás, quando as meninas nem tinham nascido!

Depois, vieram os detalhes: colheres medidoras (obrigada Rosana, os presentes estão na árvore!), medidas de xícaras, mais cortadores de biscoitos, colheres lambe lambe... e literalmente o ponto alto da árvore: uma estrela (forma de bolo) com foto das fofas que fazem as gostosuras mais gostosas de casa: Didi, Laurinha e Lulu! E como elas são as estrelas de 2009, ganharam um chapéu de chefs!
Pequenos sacos de celofane com mashmalows e confetes foram colocados, pois temos muitos mini amiguinhos que adoram visitar tia Lu em véspera de Natal!

A árvore foi montada no cantinho da culinária, numa pequena sala da nossa casa onde guardamos livros de receitas, panelas e temos na parede os pratos dos restaurantes da boa lembrança... lembranças de nossas "andanças" por aí!

No topo da árvore, num descanso para livro de culinária (presente da dinda Denilze há muitos anos atrás), folhas de scrap onde quem quiser poderá escrever sua RECEITA PARA UM 2010 FELIZ! E um quebra nozes que também acompanha a família há bastante tempo!
Amigas on line, habilitem-se! Mandem suas receitas e elas serão anexadas à nossa árvore!

(e assim podemos montar uma árvore bem fofa com o que temos em casa!)

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

ECOBAG REVISTA MAKE

Em meados de junho, tive a alegria, juntamente com outros artistas, do convite para customizar uma ecobag da revista Make, durante a exposição Mega Artesanal.
Em 2008 já tinha participado das customizações das sacolas ecológicas, que foram sorteadas entre as leitoras que assinaram a Make durante o evento.
Bem, voltando prá julho de 2009, já no finalzinho da Mega Artesanal. A tarefa de customizar a sacola parecia difícil, pois já haviam no estande várias peças expostas, cada qual mais criativa. Mas vamos lá, convite de Rita Paiva é sempre especial (não me canso de dizer que Rita foi a primeira pessoa que acreditou no meu trabalho, quando fez uma matéria super especial na extinta revista Faça&Venda, da ed. Abril)...



O dia era muito frio em São Paulo, mas no estande da revista havia muito calor e energia, não só da equipe Rita Paiva quando das leitoras que por lá curtiam as customizações.
O resultado ficou legal, eu curti bastante, mas não fiquei sabendo quem recebeu a ecobag que customizei de presente no sorteio.

Outro dia, fui ao shopping comprar um presente e, já na fila da livraria, comentei com meu marido "oba, a make chegou, pega ali uma prá mim, please!", e quando a recebi nas mãos, como tenho aqueeela mania de folhear as revistas de trás prá frente (por isso adoro as japonesas), levei um susto!!!! Uma super-mega-linda foto grandona, ilustrando a contracapa, com a ecobag Lu Gastal!




Não preciso dizer que ri sozinha por algumas horas, e nos próximos dias a Make não saiu da minha bolsa, pois mostro prá todo mundo! Sei... sou besta mesmo! Mas não tem como se alegrar com uma surpresa dessas!

Obrigada Rita Paiva! Obrigada leitoras!

terça-feira, 27 de outubro de 2009

PREPARATIVOS

Tudo o que fazemos com carinho requer uma série de cuidados. Embora eu seja uma típica ariana, a ansiedade às vezes dá lugar a preparativos lentos e que amadurecem com o passar dos dias. Decisões afoitas muitas vezes (geralmente) nos geram arrependimentos! risos...
Bem, há tempos atrás minha amiga paulista-quase-gaúcha Rosana nos convidou prá ir a Miami visitá-la. Isso foi há alguns meses. Na ocasião, Laurinha, minha filha mais velha, ficou toda animada, quando combinamos que, em 2010, tentaríamos acertar a visita com antecedência.
A partir disso, buscou incessantemente encontrar uma fonte de renda, pois imaginou que economizando apenas a mesada não conseguirá realizar o sonho em tão curto prazo. Seguidora dos passos culinários do pai (porque a mãe só prepara leite com nescau), Laurinha seguidamente perde a noção do tempo na cozinha, preparando comidinhas simples à algumas mais elaboradas.
Numa festinha de aniversário, decidiu presentear a amiga com alguns cupcakes. A massa ficou mais ou menos (sou mãe e jamais direi que estava seca...), o que depois foi prontamente discutido em família e aperfeiçoado. A receita da internet deu vez à dicas de uma receita da tradicional escola Le Cordon Bleu, e alguns detalhes fizeram os cupcakes da Laurinha ficarem... digamos que DELICIOSOS! (é claro que sou mãe, mas como incentivadora de uma futura-empreendedora-mirim preciso ser exigente).

Assim, quando batia aquela vontade de comer um doce gostoso, a família pedia os cupcakes da Laurinha... e assim eles surgiram!


As viagens do pai ao exterior começaram a render presentinhos especiais para a produção dos cupcakes. As primeiras encomendas começaram a chegar. Inauguração da Casa Quilt, aniversário de uma colega da escola, bazar, outro aniversário de um colega; uma oficina de cupcakes numa festinha de meninas... e Laurinha iniciou lentamente sua clientela.
Assim, da mesma forma como minha primogênita foi "preparada" prá nascer saudável com quase intermináveis 6 meses de repouso absoluto na cama (no máximo da cama para o sofá e vice versa)... Lu Gastal apresenta orgulhosamente: CUPCAKES DA LAURINHA
Agora com logo, melhorias na produção, oficinas de cupcakes em aniversário agendadas e encomendas constantes!

Sessão "obrigadas"!
- à tia Claudinha pela criação da logo;
- á incansável Didi, que auxilia a cupcake-girl a controlar o tempo e temperatura do forno;
- ao papai, que investe na veia empreendedora da mocinha
- à tia Rosana, que de tão longe nem tem idéia do que acontece aqui em Brasília... e
- às consumidoras e clientes (que tenham sempre desejos dos cupcakes da Laurinha)

domingo, 25 de outubro de 2009

MÃOS QUE CURAM - Correio Braziliense deste domingo



Sou a figurante da cena "crafter" dessa foto.
Lu Gastal, seus apetrechos de costura e duas bonecas criadas especialmente para a matéria, que enfatizou a importância dos trabalhos manuais para melhorar corpo e mente.
Tive o privilégio de indicar duas alunas que enriqueceram a matéria e dividiram com os leitores um pouquinho de suas dificuldades e superações!
Obrigada Lili e Rosário!

p.s: a boneca que tenho no colo chamei de Norminha, pois foi costurada e clicada no dia de aniversário de minha vó, que a ganhou de presente!

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

andando pela vizinhança


Adoro viajar! Embora eu sempre afirme que o melhor da viagem é a volta prá casa, sempre que posso por pé na estrada me animo com qualquer oportunidade de andar por culturas diferentes.
O fim-de-semana foi somente meu e do namorado... e a gostosa Buenos Aires nos esperou com sol e friozinho super gostosos! Sem falar nos pães, carnes, cafés, alfahores (meu Deus...), vinhos, no tango que se espalha pela cidade.
Adoro viajar. Caminhar sem horário, provar delícias, conferir culturas. Adoro conferir os diferentes costumes, e os hermanos não perdem um dia de sol... descansam em qualquer pedacinho de gramado dos parques.
Os programas são variados, para todos os gostos! E nada melhor do que aproveitar as antiguidades e deliciar os olhos com tudo o que há de belo por lá... sem falar nas cores (amo as cores!)! Não existe lugar mais alegre do que o caminito... mesmo em tarde de disputa no estádio do boca, com o iminente perigo da torcida adversária.
Mi Buenos Aires querido... hasta la vista!

domingo, 13 de setembro de 2009

FAÇA FÁCIL


Sempre que recebo um convite para publicar algum trabalho em revista, tento atender com carinho.
No mês passado, recebi um e-mail da editora da revista Faça Fácil, pedindo peças e dicas para a coluna "qual é a última".
Como estamos em setembro, e recebemos a visita da primavera... logo pensei nos "spoolbirds", aqueles pássaros cujo molde foi disponibilizado no site www.spoolsewing.com, e desfila por flickrs e blogs do mundo todo.
Os meus pássaros eu adoro! Faço móbiles, chaveiro, decoro galhos. Aí a criatividade viaja! E muitas alunas da Casa Quilt já aprenderam a fazer seus "spoolbirds".

É isso, a Faça Fácil de setembro está nas bancas, e tem várias peças legais! Vale a pena conferir!
Boa semana prá todos!

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

MATERIAL RECICLADO É MODA EM BRASÍLIA

Globonews - jornal das 10
domingo dia 16

A matéria enfatizou o trabalho feito com reciclados, o luxo do lixo. Foram divulgadas as peças confeccionadas por artesãs que me auxiliaram, produzindo acessórios em garrafa pet e em lacre de latinha.

















quinta-feira, 13 de agosto de 2009

luxo com lixo!





Começou ontem o Capital Fashion Week, em Brasília. Considerado o terceiro evento de moda do país, serão 4 dias de desfiles, celebridades, negócios e muiiiita gente bonita, além dos "estilosos por um dia", que escolhem a dedo no guarda-roupa peças malucas para tentar o minuto de fama.
Meu desafio para o evento foi criar um ambiente com uma matéria prima que todo mundo conhece: lixo.
Foram muitas horas de trabalho intenso: uma criteriosa seleção de materiais na cooperativa de reciclagem (que recebe o lixo e vende para grandes empresas),o transporte, a confecção de tudo. Com a ajuda de 8 incansáveis funcionários do evento, dois estudantes de moda, um modelista e algumas queridíssimas artesãs, o ambiente foi artesanalmente construído ao longo dos dias.
O resultado... fala sério! Ficou muito legal!
Flores em garrafa pet foram minunciosamente confeccionadas por uma família de uma cidade satélite as Oliveiras. Para que nascessem 400 flores, usamos 1200 garrafas. Vestidos em lacre de latinha, especialmente criados para o ambiente. Ronaldo Fraga assinou o design dos mesmos. Perdemos a idéia de quantos lacres têm por lá! PEças feitas por um grupo de artesãs - Cia do Lacre.
O modelista João Paulo Reis montou 3 looks em papel reciclado, que complementei com colares e flores em garrafa pet.
É claro que num evento de moda não poderiam faltar vestidos de designs brasilienses!!!! Eles estão lá, suspensos em caixas de papelão, e placas de papelão (as que sobraram das paredes do estande).
Ah, no corredor de acesso dos pavilhões montei um túnel com papelão reciclado, e o teto com garrafa pet. O resultado iluminado ficou ... digamos... diferente! Não tem como passar por ali sem perceber! Ali, usamos em torno de 1500 garrafas.
Placas de papelao foram "costuradas" uma a uma, pois não firmavam com grampeador, cola quente ou qq outro material. Assim, os ambientes ficaram uma "colcha de retalhos"... ou talvez, de papel!

Para finalizar, usei móveis de madeira de demolição, e fiz bancos e pufes com cones de papelão (aquela parte interna dos rolos de papel de embalagem) e placas de papelão prensado. Com uma almofadinha acetinada... afinal os bumbuns merecem um conforto!

Prometo trazer fotos melhores! Por enquanto algumas do making off!

O CFW começou ontem e irá até sábado, a partirdas 17:00 hs!

domingo, 19 de julho de 2009

porque tá frio...








Estamos em julho... geralmente, o mês mais frio do ano! Depois de curtir o frio maravilhoso do sul (de endurecer os dedos dos pés e das mãos!!!!), me deparo com o frio ameno do cerrado. Em brasília faz calor de dia e frio à noite.
Trouxe na mala um resfriado daqueles de derrubar... o que me garante um domingão no sofá... nada mais gostoso me alegrará nesse momento!
Sempre digo a maior saudade dos pampas gaúchos é o cheirinho do fogão a lenha aceso já cedinho... e da fumaça que sai das chaminés das casas. O frio é gostoso... mas como não estou mais acostumada a ele... meu corpo não aguentou!
Dizem que quando um resfriado derruba a gente (e estou derrubadíssima), não há remédio melhor do que casa, cama e carinho!
Eu ousaria adicionar aí mais um quesito importante na busca pelo bem estar em plena gripe: abrigo de malha e pantufas!heheheheheh! nada melhor!

E como vim falar do frio, e como prometi, mostro hoje a coleção para as bonequeiras do pedaço: lu gastal para o frio!
As fotos foram tiradas pelas minhas andanças no interior do rio grande, onde o frio estava verdadeiramente gelado!
informações sobre as peças: luciana.gastal@terra.com.br
quem mostra a mini coleção é sarah, a ruivinha da casa.

Junto com a lã, foram criados os "gnome hats", uma febre na europa, nos lugares gelados. É só dar um clique no google que se encontra mil idéias de toucas malucas e divertidas que são usadas de 0 a 80 anos!
As peças foram tricotadas pela Leny (acompanhante da minha querida vó Norma), que entendeu direitinho a proposta e tricotou as coloridas peças! É claro que eu também ganhei minha touca colorida, com minha cara!

segunda-feira, 13 de julho de 2009

novidades de julho


Amanhã já é dia 14 e apenas hoje páro para pontuar algumas novidades!
Julho chegou na correria: mega artesanal, uma verdadeira exaustão entre preparativos e 6 dias de feira. Encontros, fotos e sorrisos, excelentes contatos e muitas novidades para se ver e aprender. Mas tudo tem seu preço, e para se alcançar bons resultados, o trabalho é sempre árduo (quem diz que as coisas boas chegam de presente está sempre mentindo!!!!).
Fotos serão divulgadas ainda essa semana!
Logo após, uns diazinhos deliciosos nos pampas. Muito frio, família e momentos que só se vive no interior. Uma chegadinha rápida ao Uruguai, onde relembrei que não existe queijo e o doce de leite melhores do que lá. E umas antiguidades também vieram na bagagem...além de doce de leite, é claro!
Em brasília, a concretização de um projeto antigo: casa quilt - um espaço para agradar quem curte o mundo de manualidades.
No próximo sábado, recebei amigas e clientes na loja, 201 norte, bloco C.
Assim, o mês "de férias" transcorre fora da minha rotina. E fugir da rotina às vezes cai bem!
Chegando de viagem, hoje vejo os comentários da mega. Além de muitas fotos recebidas, leio com carinho os comentários no blog craft mais transado do pedaço - http://superziper.blogspot.com/; http://netbazar.com.br/revista/ (saí na foto com uma expressão prá lá de concentraaaaaaaada!), além da alegria de ver frutinhas Lu Gastal na matéria do Jornal hoje - http://g1.globo.com/jornalhoje/0,,MUL1213366-16022,00-FEIRA+DE+ARTESANATO+REUNE+INTERESSADOS+PELA+ARTE.html
Finalizando, num momento nada impulsivo, tosei as madeixas! Foi-se o cabelão!

terça-feira, 9 de junho de 2009

e porque junho é mês de São João...





Um "passo a passo " prá quem curte a brincadeira!

Eu usei retalhos de tecidos (sobras de toalhas de mesa), mas também vale usar folhas de revista coloridas, ou jornal.

1. pegue os retalhos e passe o ferro, para ficaram lisos;
2. faça um molde em papelão do tamanho que quiser fazer as bandeirinhas;
3. desenhe o molde das bandeiras no tecido ou jornal, e corte duas a duas;
4. passe uma camada fina de cola branca;
5. dobre, deixando um intervalo entre as bandeirinhas
p.s: se quiser secar rapidamente, passe o ferro quente nas bandeiras de tecido, onde vc passou a cola
6. por último, amarre retalhos de tecido ou fitas coloridas, e pendure onde desejar!

No meu caso, eu utilizei na colagem mão de obra infantil! Particularmente, é perfeito! Mas cuidado com o ministério do trabalho!!!! Vc pode incorrer em crime de exploração de mão de obra infantil! (brincadeira...)
Aproveite e deixe a criançada fazer suas bandeirinhas e e se divertir no São João!

E para as moças que ainda não casaram, fica aqui uma simpatia "preciosa" - diiiiiiiiiiiizem que funciona prá valer!!!!!

Simpatia Santo Antônio:
"na véspera do dia de Santo Antônio, ompre um copo branco e, à meia noite, coloque água dentro. Quebre um ovo dentro do copo, não arrebentando a gema. Deixe ao relento toda a noite. No outro dia, antes do sol nascer, pegue no copo e observe-o. Se estiver coberto por´uma névoa branca, você se casará antes do dia de Santo antônio do próximo ano. "
p.s: Senão... paciência! Cuide-se e vá à luta!!!!!!!!!!!


São João, ascende a fogueira do meu coração!!!!

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Parabéns Make - Rita Paiva!




Não escondo meu carinho por Rita Paiva. Primeiro pq é uma baita profissional, criativa como poucos e produtora de editoriais craft super elaborados! Segundo porque Rita foi a primeira pessoa que acreditou no meu trabalho, e em 2006 publicou na Faça&venda (ed. Abril) minhas frutas. Foi aí que tudo começou...

Hoje, a Faça&Venda foi extinta, e nasceu a MAKE Rita Paiva. Trimestral, leva às leitoras as novidades do mundo craft, através de fotos suuuuper elaboradas e coloridas!

E com alegria participo da festa de aniversário da revista! A MAKE faz 2 anos! A gente parabeniza toda equipe, e agradece pelas produções que nos são presenteadas a cada três meses!

Em março Rita me escreveu pedindo que preparasse algo prá festa, e que tinha pensado em doces. Logo pensei num bolo em tecido com docinhos - porta alfinetes.
Sempre vejo esses alfineteiros em blogs, flickrs e revistas importadas. Cada um com seu estilo e material. Particularmente, me apaixonei por eles no ano passado, quando ganhei um "docinho porta alfinetes" da Laura - Laranja Limão(http://www.flickr.com/photos/11837176@N08). Em pelúcia marrom, o docinho de Laura tinha até uma cerejinha!
E pegando carona nessa idéia, recriei o meu docinho, só que em tecido.
Em relação ao bolo, fiz duas caixas de costura. Numa, para guardar coisas grandes (novelos de lã, pedaços de tecido), e na menor um porta linhas e agulhas.

Prá quem tiver oportunidade de ver a revista, o doce abre a matéria "boas idéias" e nela há fotos e homenagens de vários artesãos que fizeram, cada um a seu modo, um pedacinho da festa de aniversário da revista!

Parabéns Make!
Adorei participar dessa festa!

p.s: e como junho é mês de outra festa... logo logo terei mais docinhos para oferecer...
Aguardem!

terça-feira, 2 de junho de 2009


Sempre tive vontade de bordar. No ano passado, prometi que em 2009 aprenderia novas técnicas... e tão logo o calendário mudou, procurei um cartão que havia guardado há muito tempo.
Foi assim que conheci o grupo "bonequeiras da estrutural", formado por mulheres carentes que foram capacitadas por uma pessoa muito especial, a Ivone Baptista.
Rápida e carinhosamente Ivone me recebeu em seu simples e aconchegante ateliê, na cidade vizinha de Taguatinga. Portuguesa, Ivone divide, com paciência e carinho, os pontos que aprendeu quando era criança.
Semanas depois, Ivone mudou-se para São Tomé e Príncipe, onde hoje ensina às mulheres daquele local a arte do bordado.

Agora, é hora de somar esforços e pontos de bordados! Lu Gastal & Bonequeiras da Estrutural. Bordados & patchwork, num misto de cores que eu, particularmente, estou adorando!

http://acao.globo.com/Acao/0,23167,GTS0-3776-332942,00.html

sábado, 30 de maio de 2009

bolsas de patchwork




Vi um molde dessa bolsa há alguns anos atrás, na extinta Revista Faça&Venda. Como adoro fazer, porque eu curto uma "tralha", guardei a página para um momento certo.
Um dia o momento certo chegou. Depois de várias tentativas, consegui chegar no molde que queria... e aí começaram a nascer minhas bolsas em patch.
Não consigo produzí-las em grande quantidade, são minunciosamente cortadas por mim, depois da escolha dos tecidos que combinem (ou descombinem... risos!), e costuradas pela Elza, que me ajuda nessa missão.
O que eu mais adoro é pensar nos enfeites, os detalhes, as cores. E esse é o charme das bolsas.
Muitas artesãs fazem o mesmo molde, e não importa! Cada uma coloca na bolsa as suas características!
But... eu adoro a minha!

Essa semana saíram algumas e já estão disponíveis para quem quiser desfilar com bolsas da Lu!


AQUI ALGUMAS FOTINHOS...
http://www.flickr.com/photos/lugastal/541405182/
http://www.flickr.com/photos/lugastal/541405150/
http://www.flickr.com/photos/lugastal/2027981802/
(e pelo flickr têm outras mais...)

sexta-feira, 1 de maio de 2009

a paciência do processo



Em tudo o que fazemos, há um ritual a ser seguido. Com o artesanato não é diferente.

Em diversos momentos, tive vontade de explicar à pessoas que pegam uma peça e reclamam do preço, ou fazem cara de espanto. Lembrei de um fato ocorrido há alguns anos atrás... depois de um dia inteirinho de trabalho numa feira barulhenta, num estande nada confortável, deixando as meninas pequenas em casa com o pai, com dor de dente e já num momento de extremo cansaço, tomei a peça das mãos de uma senhora, e, num rompante de delicadeza zero, ao ouví-la reclamando que um papai noel de 10 cm custava R$ 15,00,imediatamente sugeri, sem rodeios, que a mesma buscasse coisinhas baratas na feirinha do paraguai (um mundo de 1,99 e produtos made in china que existe aqui em Brasília - ponto turístico inclusive). Ouvir aquela pessoa reclamando do valor me fez sentir uma falta de paciência anormal, e tirar meu lindo e pequeno noel da sua mão foi a atitude que mais me alegrou naquele dia.
Mal sabia ela quantas vezes aquele pequeno papai noel havia passado carinhosamente pelas minhas mãos, para ser adquirido por alguém que não valoriza uma peça artesanal. (confesso, não gosto de vender artesanato a quem não valoriza).

E sobre isso escrevo hoje, sobre o processo de fazer uma peça artesanal. Seja ela em cerâmica, tecido, cabaça, madeira, produto reciclado, etc etc etc, recebe minunciosamente o carinho e paciência de quem o faz. Num primeiro momento, o pensar, a idéia e visão do que será aquela peça quando pronta estiver. Como trabalho com tecido, é sobre ele que posso citar. Dou um exemplo do que foi feito essa semana.

Pensei em broches com flores, pois o dia das mães se aproxima, e sempre participo da Feira Botânica, no shopping CasaPark. Por isso as flores se encaixariam ao momento. Uma "segunda edição", pois a primeira já foi esgotada no início de março, quando aprendi a bordar.
Como agora farei mais unidades, tive o auxílio de minha professora de bordado. As mandalas foram minunciosamente bordadas por bordadeiras que moram nos quatro cantos da capital. O tecido foi previamente lavado, passado; a mandala riscada, para, então, ser bordada e ter vida com a mistura das cores.
Depois, cortei uma a uma. Espalhadas em minha mesa de trabalho, fiquei nada menos do que umas 9 horas misturando outras mandalas em algodão, em cores variadas que ficassem legais às utilizadas no bordado. Repetição de processo: lavar o tecido, passar, e cortá-lo em diferentes tamanhos de mandalas, para então fazer a união de cores e estilo. Xadrez, floral, liso, essa cor combina com aquela???
Depois achei que um círculo em jeans também ficaria legal, e lá saí atrás de retalhos de jeans (até minha velha e surrada calça ellus entrou na história, e as pernas que já não serviam viraram muiiiiiiiiiiitas mandalas, o que significa que cada mandala tem uma história, pq um jeans muito usado tem sempre o que contar!).
Cortados com cortador circular, aparados com tesoura, cada mandala é montada... e vai tomando forma. O próximo passo é costurar uma a uma. Separar as cores, as linhas, sentar com muita paciêcia e costurar sem parar. Já cortados os restos de linha, bordo novamente as mandalas, finalizando o trabalho de forma harmoniosa. Ainda não estão prontas! Falta aplicar o alfinete e torná-las broches! Para finalizar, uma embalagem dá o toque! Um saco de celofane e um tag. Pronto, já acabou! risos...

Não deverei vendê-la a um preço superior a R$ 13,00. Quem achar caro, por favor, NÃO ME FALE!!!! Apenas pense, mas não me fale! Senão vou brigar! kkkkkkkkkkkkkkk

Quem compra não imagina quanta paciência requer o processo de fazê-la, até estar linda e colorida, pronta para ser presenteada ou adquirida!
O que me alegra mesmo é ver alguém na rua usando uma das peças, na camisa, na bolsa, na jaqueta!
Quem faz qualquer coisa artesanal vai entender o que aqui escrevi. E só valoriza quem entende.
Prá quem não valoriza, um made in china também cai bem!

quarta-feira, 29 de abril de 2009

alfinetes



No dicionário: 1 Hastezinha de metal aguda numa ponta e terminando por uma cabeça na outra; serve para pregar, ou segurar, unidas, peças de vestuário, folhas de papel etc.

Para mim: tudo. Não trabalho sem eles! Verdadeira compulsão e dependência.Sempre que ganho porta alfinetes de presente é uma curtição. Logo, vou juntando todos os tipos e estilos, cada um parecido com quem o fez ou presenteou.

Coloridos, decorados, com cabeça de plástico colorido. Nâo gosto dos alfinetes com cabeça de metal. Dói os dedos! Risos...

Aqui deixo o olhar de minha amiga Júnia Chaves (http://juniachaves.blogspot.com)
no meu cantinho especial.

Porta-alfinetes de Mara Porto, Ceres (Bicho Papel), Cacau Dias, Deny, e maçã feita por mim.

domingo, 26 de abril de 2009

bonequeira




Fiz uma devassa no google. Procurei em vários diciónários mas a palavra "BONEQUEIRA" não existe.
Explicações à parte (eu adoraria contar o por quê gosto de brincar com minhas blythes), me limito a dizer que alegram os dias por aqui. Tem quem ache ridículo, tem que ache bonito, tem que sinta vontade mas não tem coragem, tem quem olhe sem nada entender.
O fato de mulheres adultas brincarem de boneca (e não são bonecas comuns, são cabeçudas e esquisitas, o que as tornam ainda mais encantadoras), causa espanto à muitos. Grande coisa! Continuarei brincando com as minhas.
No início, comprei uma. Depois, uma para cada filha... pura desculpa. Hoje me permito comprá-las e enfeitá-las, fotografá-las em qualquer lugar sem sentir vergonha ou explicar nada a ninguém.
Um dos meus desafios do ano seria fazer roupinhas prá elas. E parece que tá saindo a idéia. Embora a produção seja meio lenta, tenho curtido o resultado.
E não basta gostar, tem que curtir!
Não basta curtir, tem que investir!
Não basta investir, tem que fotografar!
Não basta fotografar, tem que ter parceria!
Não basta parceria, tem que ter diversão!
Não basta ter diversão, tem que ter tempo!
E, prá finalizar, não basta ter tempo, tem que ter amor!

Eis minha segunda coleção para bonecas. A linha vintage!

quarta-feira, 22 de abril de 2009

mudança colorida


Tudo bem. Me rendi!
Eu, que sou uma mulher que adoooora um básico (preto, branco, cores lisas e jeans), depois de quase 3 anos com meu inseparável óculos vermelho (o qual sou dependente cada vez mais), me entreguei à ousadia de comprar um óculos novo.
Não é apenas um óculos, é um óculos estampado! Estava no museu de craft americano, em washinton, quando me deparei com essa preciosidade. Foi amor à primeira vista!

Ousadia dos 38 anos! O óculos vermelho continuará na ativa, e o colorido entrará em dias de muiiiiito bom humor!

domingo, 12 de abril de 2009








Os tão sonhados cupcakes!

Sempre vejo fotos lindas postadas na internet, de cupcakes maravilhosos. Se são gostosos eu realmente não sei, mas que as fotos ficam lindas, ficam!
Há poucos dias, numa das minhas "andanças por aí", comprei forminhas para cupcakes. Ri sozinha ao ver o "kit"!!!!!! Na rede Macy's, há uma ilha todinha com produtos de Martha Steward, e foi lá que encontrei essas preciosidades. Chegando, guardei-as para o teste.
Ontem de manhã foi o "meu momento", hora de preparar a páscoa aqui de casa! Depois de confeitar a última "edição" dos biscoitos de mel para essa Páscoa (que foram todinhos vendidos até o final da tarde), eu, Didi e minha amiga Ervanda nos aventuramos nos cupcakes. A cozinha ficou cheirosa e colorida!
As formas em teflon nós já tínhamos, trazidas por meu marido em uma viagem há tempos atrás.
As forminhas by Martha Steward foram cuidadosamente colocadas dentro da forma de teflon, e Didi preparou uma receita de cupcakes de chocolate, publicada numa revista. Noutras formas, maiores, fizemos cuca alemã, porque no kit continha um papel de fundo para bolos e afins.
Depois de prontos os cupcakes, confeitei para dar um leve colorido, nas mesmas cores das bolinhas impressas nas formas.

Pronto, ficaram lindos! Caixinhas montadas, colocamos os cupcakes, a cuca alemã foi decorada com um coelhinho, e algumas jujubinhas decoraram e fizeram a composição.
Caixinha linda, devidamente fechada com um saquinho de celofane, este arrematado com fitinhas de cetim.!
Modéstia à parte, ficaram lindos!
Lindos e super gostosos!